Pular para o conteúdo principal

CANDIDATOS REBATEM ATAQUE DE EX-PREFEITA EM VÍDEO


Em reunião realizada na zona rural de Chapadinha, a ex-prefeita Ducilene Belezinha perdeu a esportiva e acusou todos os adversários de estarem unidos contra seu projeto de voltar ao poder.

Criticando o prefeito Magno Bacelar, ela afirmou, sem saber que estava sendo gravada, que ele não tem visitado as localidades por medo da rejeição, mas que tem usado os demais candidatos, que seriam laranjas dele (explicação no final do texto).

Além de citar nominalmente os candidatos Aldy Jr e Higor Almeida, ela estendeu a acusação a Neto Pontes, Márcia Gomes e Jânio Ayres sem demonstrar nenhuma evidência da aliança secreta que todos teriam entre si e com o prefeito candidato à reeleição.

Em queda, Belezinha revela com seu discurso o medo de viver uma reprise de 2016. Naquela oportunidade, ela era a prefeita e acreditava que poderia ser reeleita com os 37% de intenção de voto que as pesquisas lhe davam, mas uma união de forças fez com que os fogos de artifício comprados para a festa da vitória ficassem estocados por anos.

Desta vez, só a divisão das forças lhe dá chances de vitória. Se mais a frente houver, como ela acusa, uma união entre os candidatos convém nem gastar dinheiro com foguete.


RESPOSTAS

O blog contatou os candidatos para ouvir as considerações de cada um. 

Higor Almeida: Está batendo o desespero em quem achava que estava eleita. Nossa candidatura é livre e cresce a cada dia com a força do povo e respeitando todos os adversários, inclusive ela. 

Aldy Jr.: Eu repudio as inverdades falada pela senhora Belezinha e isso só mostra o despreparo e desespero dela, diante do nosso crescimento.

Professor Jânio: Repudio qualquer afirmação de que a candidatura do PSOL de Chapadinha seja parte de um plano de determinado grupo político para atingir outro. O PSOL Chapadinha é independente e contra a corrupção, a incompetência e a Ditadura.

Márcia Gomes: Ela é muito saliente, petulante, preconceituosa, achava que estava com a eleição ganha, e agora tá vendo que as “centopeias” estão tirando muito voto dela. Ela quer convencer o povo que só tem dois grupos, ela e o Magno, ela devia era respeitar! Todos são cidadãos, todos tem o direito de sair candidato. Ela já quer entrar na Prefeitura desrespeitando as pessoas, eu quero é ver ela ganhar a eleição desse jeito!

Magno Bacelar: Respeito a decisão de todos que querem entrar para política e por isso não me incomoda que tenhamos vários candidatos nesta eleição. Desejo a todos uma boa campanha e que todos possam contribuir com Chapadinha com paz e com uma campanha sem baixarias. Vou defender aquilo que fiz e aceito o debate. Quero o diálogo e estou de portas abertas a todos.

Neto Pontes: Não quis comentar.


TERMO

O uso da palavra "laranja" se popularizou para tratar do uso do nome de alguém para ocultar o verdadeiro dono de algo. Quando um ex-armarinho ganha uma licitação para coleta de lixo depois de ter recebido um carro compactador comprado pela loja de material de construção da família de uma prefeita, por exemplo, costuma-se usar este tipo de expressão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BELEZINHA ASFALTOU ATÉ O CAMINHO PARA A REELEIÇÃO

Passada a eleição estadual, o único grupo vencedor em Chapadinha foi o que já ocupa a Prefeitura. O resto se dividiu entre sobreviventes, humilhados e aposentados. Após ter sido a candidata a deputada estadual mais votada da história do município em 2018, com 12.403 votos, Belezinha alargou o recorde com os 18.548 votos de Aluizio Santos, elegendo-o para o cargo e vendo os adversários absolutamente perdidos. Se na eleição anterior os demais grupos se dividiram em 8 candidaturas acima da faixa de 500 votos, somando 17.752, desta vez foram 11 candidaturas e apenas 15.109 votos. A pulverização e o desempenho fraco já demonstram que a oposição teria dificuldade de derrotar a prefeita mesmo se conseguisse uma improvável união para 2024. Entre os derrotados da eleição destacam-se os ex-prefeitos. Dr. Magno Bacelar passou pelo segundo constrangimento seguido (e desnecessário) sem conseguir mais do que 679 votos para Adriano Sarney e Isaías Fortes, que ficou aquém do prometido a Davi Bra

ALUIZIO SANTOS FALA SOBRE SUA SAÚDE

O secretário Aluizio Santos concedeu entrevista ao programa Alerta Geral, apresentado pelo jornalista Luis Carlos Jr. na rádio Cultura de Chapadinha, nesta manhã (10) e tratou do assunto que já estava dominando as rodas de conversa da política local: seu estado de saúde. Segundo o relato, desde o mês de junho ele estava acompanhando o aumento de dois linfonodos na sua virilha e decidiu, com a equipe de médicos que o acompanha em Chapadinha, pela remoção cirúrgica de ambos. O procedimento aconteceu no dia 25 de outubro e desde então ele ficou em repouso. O diagnóstico conclusivo sobre o tratamento de saúde ao qual ele precisará se submeter deverá ser apresentado em 10 dias, mas Aluizio tem voltado às atividades políticas, inclusive às articulações da sua pré-candidatura a deputado estadual. Assista o vídeo da entrevista no final da matéria.   ENTENDA O QUADRO A íngua é o inchaço dos linfonodos, pequenos órgãos do sistema linfático que atuam na defesa do organismo humano prod

FLÁVIO DINO INAUGURA IEMA E PEDE QUE BELEZINHA ENTREGUE UPA AO ESTADO

Nesta manhã Chapadinha recebeu Flávio Dino pela última vez antes de deixar o cargo de governador. Antes de seguir para outros municípios da região entregando outros aparelhos públicos, o socialista inaugurou a unidade local do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), e a cerimônia foi movimentada, principalmente nos seus bastidores! Ausente do evento supostamente por motivo de saúde Belezinha foi representada pelo vice-prefeito que ouviu do governador novo apelo para que o município entregue a gestão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para o governo do estado. “Eu não olho quem é o prefeito, eu não olho partido. O meu partido é o Maranhão e por isso eu sempre estarei a disposição da cidade de Chapadinha”, disse em discurso. Confira:   O governador já tinha se colocado a disposição para assumir a responsabilidade da UPA na sua última visita a Chapadinha e o vice-prefeito até foi às redes sociais defender a entrega da unidade. Ambos foram ignorados por Be