Pular para o conteúdo principal

Prazo de filiações: O que mudou, quem se beneficia e para onde ir


Março é mês de intensas articulações políticas. Quem pretende concorrer às eleições tem até 4 de abril para estar filiado em um partido e a mudanças na legislação tem deixado muito candidato inseguro sobre qual rumo tomar.

A eleição para as Câmaras Municipais continua sendo proporcional, mas os partidos não podem mais se coligar. Traduzindo: As quinze vagas da Câmara de Chapadinha não são, necessariamente, dos quinze candidatos mais votados. Elas serão distribuídas proporcionalmente aos partidos políticos de acordo com a votação somada dos seus candidatos e eles não poderão mais se unir em coligações para juntar suas votações nesta disputa de vagas.

Peguemos o caso da eleição passada. Chapadinha teve 41.899 votos válidos para vereadores. Dividindo este número por 15 (quantidade de vagas no parlamento municipal), chegamos ao coeficiente eleitoral daquele pleito: 2.793. Ou seja, para poder disputar alguma vaga, a coligação teria que ter no mínimo esta quantidade de votos.

A primeira coligação do prefeito Magno Bacelar obteve 10.504 votos, ou seja, alcançou três vezes o coeficiente eleitoral e conseguiu logo três vagas (outra na sobra). A primeira coligação de Belezinha obteve 9.455 votos, ou seja, também alcançou três vezes o coeficiente eleitoral e conseguiu três vagas diretas (também alcançou outra na sobra). Veja a tabela abaixo para conferir a votação de cada coligação naquele pleito.



As outras três vagas (chamadas “sobras”) foram conseguidas pelas três coligações mais votadas fazendo com que a Câmara ficasse assim:

PV, PSDC, PP (4): Jr. Carneiro, Netinho, Missecley, Marcely
PRB, PTN (4): Marcelo Marinheiro, Licinha, Itamar Macedo, Nildinha Teles
PR, PDT, PHS (3): Tote, Nonato Baleco, Alberto Carlos
PPS, PTB (2): Luis Barbeiro, Professora Vera
SDD, PTC (1): Neto Pontes
PMDB, PRP (1): Marcelo Menezes

Sendo proibidas as coligações proporcionais pelos partidos nesta eleição (CF – 88, art. 17 § 1º) , a votação de cada legenda individualmente que será considerada para a distribuição das vagas, porém, elas poderão disputar as sobras mesmo sem alcançar o quociente eleitoral (Código Eleitoral, art. 109 § 2º).

Aplicando-se a regra atual na votação de 2016 teríamos a seguinte composição na Câmara Municipal:



Osvaldo Aguiar, Nágera Pontes, Josenildo Garreto, Irmão Douglas e Professor Farias teriam sido eleitos. Este último com 516 votos num partido, o PTC, que somou 1.744. Neste exercício hipotético, teriam ficado de fora Marcelo Marinheiro (com 1.228 votos), Professora Vera, Marcelo Menezes, Nonato Baleco e Marcely Gomes, porém, é bom lembrar: eles jogaram com as regras do jogo daquele tempo. Cada um tinha o domínio de um partido e fez a melhor coligação para sua eleição.

O fato é que estas decisões que aconteciam em julho, nas convenções, agora acontecerão no prazo de filiação. Com muito mais antecedência (no caso de Chapadinha antes de sabermos quem poderá disputar a Prefeitura) os candidatos terão que prever o potencial de votos de cada partido e dos outros filiados no partido que ele escolher.

O jogo está começando.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que não te disseram sobre a "farra dos contracheques"

Enquanto a gritaria tomava conta das redes sociais, me dediquei a estudar a folha de pagamento da Prefeitura de Chapadinha e verifiquei alguns dados que precisam ser esclarecidos.
Primeiro, nenhum vigia “recebe” R$ 6 mil. O presente do indicativo é usado para demonstrar ação continuada. E o vigia Marcelo Costa Abreu, segundo este mesmo Portal da Transparência que serve de fonte para pinçar informações pela metade e causar alvoroço, tem um salário de R$ 1.247,50. Nos meses de Setembro e Outubro ele recebeu gratificações para compensar outros serviços que ele teria prestado à administração municipal, segundo relato dele mesmo em áudio que circula nos grupos de WhatsApp.
A realização destes trabalhos deve ser atestada, mas essa checagem desmonta a tese segunda qual ele receberia um grande salário para dividir com um ex-prefeito e um vereador.
Outro dado que tem aparecido de maneira muito distorcida é a lotação de todos os servidores como funcionários do gabinete do prefeito. Na verdade…

EM PRIMEIRA MÃO: EX-PREFEITA PERDE O MANDATO DE DEPUTADA

Durou pouco a passagem da ex-prefeita Ducilene Belezinha (PL) na Assembleia Legislativa do Maranhão. Ela havia sido empossada no cargo de deputada estadual no mês passado devendo favor ao deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) que determinou que a esposa, Detinha (PL), saísse de licença. Ocorre que Belezinha foi apenas a quinta suplente da coligação, e sua a posse dependeu do falecimento de um deputado e a nomeação de três parlamentares no secretariado do governador Flávio Dino, mas um deles voltou ontem (6) para o legislativo, aliás, uma secretária: Ana do Gás (PCdoB).
Parlamentar com votação expressiva em Chapadinha na eleição de 2014, quando teve o apoio do hoje prefeito Magno Bacelar, a comunista ocupava a Secretaria de Estado da Mulher, mas decidiu reassumir o mandato de deputada levando a ex-prefeita de volta à condição de suplente.Festejado com carreata organizada por seus apoiadores com pouquíssima participação popular, o mandato de Belezinha na Assembleia durou 13 dias.…

ORINALDO ANUNCIA ROMPIMENTO COM MAGNO E APOIO A HIGOR ALMEIDA

O ex-vereador Orinaldo Araújo, esposo da vereadora Missecley, gravou hoje mensagem para anunciar seu desligamento do grupo político do prefeito Magno Bacelar.Ao lado de três dos seus quatro filhos Orinaldo afirmou que ainda não conversou com o Higor Almeida, mas apoiará sua candidatura. “É o que candidato que representa realmente aquilo que a gente pensa, aquilo que a gente quer pro nosso município”, afirmou.Havia chamado a atenção do meio político as ausências de Orinaldo e Missecley do primeiro comício de campanha do prefeito, realizado no bairro em que eles moram e têm forte base eleitoral.A insegurança jurídica da candidatura do prefeito e o forte desgaste apresentado nas pesquisas de opinião devem gerar novas adesões nos próximos dias.