Pular para o conteúdo principal

Prazo de filiações: O que mudou, quem se beneficia e para onde ir


Março é mês de intensas articulações políticas. Quem pretende concorrer às eleições tem até 4 de abril para estar filiado em um partido e a mudanças na legislação tem deixado muito candidato inseguro sobre qual rumo tomar.

A eleição para as Câmaras Municipais continua sendo proporcional, mas os partidos não podem mais se coligar. Traduzindo: As quinze vagas da Câmara de Chapadinha não são, necessariamente, dos quinze candidatos mais votados. Elas serão distribuídas proporcionalmente aos partidos políticos de acordo com a votação somada dos seus candidatos e eles não poderão mais se unir em coligações para juntar suas votações nesta disputa de vagas.

Peguemos o caso da eleição passada. Chapadinha teve 41.899 votos válidos para vereadores. Dividindo este número por 15 (quantidade de vagas no parlamento municipal), chegamos ao coeficiente eleitoral daquele pleito: 2.793. Ou seja, para poder disputar alguma vaga, a coligação teria que ter no mínimo esta quantidade de votos.

A primeira coligação do prefeito Magno Bacelar obteve 10.504 votos, ou seja, alcançou três vezes o coeficiente eleitoral e conseguiu logo três vagas (outra na sobra). A primeira coligação de Belezinha obteve 9.455 votos, ou seja, também alcançou três vezes o coeficiente eleitoral e conseguiu três vagas diretas (também alcançou outra na sobra). Veja a tabela abaixo para conferir a votação de cada coligação naquele pleito.



As outras três vagas (chamadas “sobras”) foram conseguidas pelas três coligações mais votadas fazendo com que a Câmara ficasse assim:

PV, PSDC, PP (4): Jr. Carneiro, Netinho, Missecley, Marcely
PRB, PTN (4): Marcelo Marinheiro, Licinha, Itamar Macedo, Nildinha Teles
PR, PDT, PHS (3): Tote, Nonato Baleco, Alberto Carlos
PPS, PTB (2): Luis Barbeiro, Professora Vera
SDD, PTC (1): Neto Pontes
PMDB, PRP (1): Marcelo Menezes

Sendo proibidas as coligações proporcionais pelos partidos nesta eleição (CF – 88, art. 17 § 1º) , a votação de cada legenda individualmente que será considerada para a distribuição das vagas, porém, elas poderão disputar as sobras mesmo sem alcançar o quociente eleitoral (Código Eleitoral, art. 109 § 2º).

Aplicando-se a regra atual na votação de 2016 teríamos a seguinte composição na Câmara Municipal:



Osvaldo Aguiar, Nágera Pontes, Josenildo Garreto, Irmão Douglas e Professor Farias teriam sido eleitos. Este último com 516 votos num partido, o PTC, que somou 1.744. Neste exercício hipotético, teriam ficado de fora Marcelo Marinheiro (com 1.228 votos), Professora Vera, Marcelo Menezes, Nonato Baleco e Marcely Gomes, porém, é bom lembrar: eles jogaram com as regras do jogo daquele tempo. Cada um tinha o domínio de um partido e fez a melhor coligação para sua eleição.

O fato é que estas decisões que aconteciam em julho, nas convenções, agora acontecerão no prazo de filiação. Com muito mais antecedência (no caso de Chapadinha antes de sabermos quem poderá disputar a Prefeitura) os candidatos terão que prever o potencial de votos de cada partido e dos outros filiados no partido que ele escolher.

O jogo está começando.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DE CORPO PRESENTE: FLÁVIO DINO REBATE BELEZINHA SOBRE INVESTIMENTO EM SAÚDE E AINDA QUER ASSUMIR A UPA

Durante cerimônia de inauguração de asfalto aplicado no município com emendas da deputada Dra. Thaiza, o governador Flávio Dino respondeu os ataques que a prefeita Belezinha fez contra ele no início da semana. A gestora havia afirmado em pronunciamento oficial que ainda não teve ajuda do governo do estado para cuidar da Saúde em Chapadinha nos seus primeiros meses de administração. Relembre: No seu discurso, a deputada Thaiza já havia criticado a gestão municipal por Chapadinha ter tido o maior número de óbitos por Covid no estado, mas Belezinha tentou evitar polêmica. Tigrona na internet, ela virou tchuchuca na frente do governador falando até em parcerias do estado com o município através do vice-governador Carlos Brandão. Veja: Flávio Dino estranhou a diferença de comportamento do mundo virtual para o mundo real. “Há pessoas que se transformam na internet. Elas na nossa frente são pessoas de bom senso, mas quando chegam na internet se transformam e se danam a mentir”: Mais a

ALUIZIO SANTOS FALA SOBRE SUA SAÚDE

O secretário Aluizio Santos concedeu entrevista ao programa Alerta Geral, apresentado pelo jornalista Luis Carlos Jr. na rádio Cultura de Chapadinha, nesta manhã (10) e tratou do assunto que já estava dominando as rodas de conversa da política local: seu estado de saúde. Segundo o relato, desde o mês de junho ele estava acompanhando o aumento de dois linfonodos na sua virilha e decidiu, com a equipe de médicos que o acompanha em Chapadinha, pela remoção cirúrgica de ambos. O procedimento aconteceu no dia 25 de outubro e desde então ele ficou em repouso. O diagnóstico conclusivo sobre o tratamento de saúde ao qual ele precisará se submeter deverá ser apresentado em 10 dias, mas Aluizio tem voltado às atividades políticas, inclusive às articulações da sua pré-candidatura a deputado estadual. Assista o vídeo da entrevista no final da matéria.   ENTENDA O QUADRO A íngua é o inchaço dos linfonodos, pequenos órgãos do sistema linfático que atuam na defesa do organismo humano prod

DRA. THAIZA DEFENDE GOVERNADOR E COBRA ENTREGA DA UPA PARA O ESTADO

Chapadinha foi destaque na sessão de hoje da Assembleia Legislativa. Tudo começou quando a deputada Dra. Thaiza subiu à tribuna para registrar a cerimônia de inauguração do asfalto aplicado nos bairros Areal e Cohab com emendas destinadas pelo seu mandato. A parlamentar aproveitou a oportunidade para lembrar as várias ações do governo estadual no município e saiu em defesa do governador, contra os ataques feitos pela prefeita Belezinha. “São mais de R$ 4 milhões investidos todo mês na Saúde para manter o Hospital Regional. É incalculável o impacto positivo deste investimento para a região. Imaginem a quantidade de consultas, exames e internações, lembremos a procissão de ambulância que tinha de vir para São Luís. É uma injustiça absurda não reconhecer os benefícios levados a Chapadinha e região pelo governo Flávio Dino”, destacou. O deputado Paulo Neto saiu em defesa de Belezinha afirmando que o vídeo em que ela ataca o governador seria de 90 dias atrás e teria sido requentado pela