Pular para o conteúdo principal

A volta da que não foi


Última sexta-feira do ano, clima de monotonia, nem os servidores públicos, zangados com o atraso do 13º, tinham ânimo para causar problemas para o governo municipal quando começam a pipocar mensagens de solidariedade à secretária de Educação, professora Vânia Cristina.

As manifestações respondiam à uma suposta demissão sua do cargo, informação obtida através da “mais confiável” fonte dos nossos dias: grupos do zap. No boato já havia até substituta, que assumiria amarrando os apoios da filha deputada e do ex-marido (!) à reeleição do prefeito.

Era tanta solidariedade à secretária que sua demissão parecia favas contadas. Não dava para acreditar que tanta gente do próprio governo viria a público expor a administração com base em nada. Mas sim, foi exatamente isto que aconteceu. Nada.

Não há demissão, não há substituição, não há nem a compreensão de que o governo, em dificuldades financeiras e políticas, precisa ceder espaço para agregar outras forças. Só houve mais uma crise desnecessária que acaba fragilizando a própria secretária, que era cotada para ser candidata até dia desses, mas hoje está no centro de um momento conturbado para o governo.

Todos os avanços de 2019 estão sendo ignorados na falta do 13º salário. As reformas da rodoviária, do Hapa, dos postos de saúde, das escolas, o asfalto em vários bairros, até os avanços na iluminação pública: Tudo que parecia fazer o governo começar a se recuperar na avaliação popular foi anulado pela incapacidade de cumprir uma obrigação tão básica e o que fazem funcionários da Semed, aliados e até vereadores da base do governo: expõem ainda mais a gestão criando turbulências artificiais.

Que venha 2020

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BELEZINHA ASFALTOU ATÉ O CAMINHO PARA A REELEIÇÃO

Passada a eleição estadual, o único grupo vencedor em Chapadinha foi o que já ocupa a Prefeitura. O resto se dividiu entre sobreviventes, humilhados e aposentados. Após ter sido a candidata a deputada estadual mais votada da história do município em 2018, com 12.403 votos, Belezinha alargou o recorde com os 18.548 votos de Aluizio Santos, elegendo-o para o cargo e vendo os adversários absolutamente perdidos. Se na eleição anterior os demais grupos se dividiram em 8 candidaturas acima da faixa de 500 votos, somando 17.752, desta vez foram 11 candidaturas e apenas 15.109 votos. A pulverização e o desempenho fraco já demonstram que a oposição teria dificuldade de derrotar a prefeita mesmo se conseguisse uma improvável união para 2024. Entre os derrotados da eleição destacam-se os ex-prefeitos. Dr. Magno Bacelar passou pelo segundo constrangimento seguido (e desnecessário) sem conseguir mais do que 679 votos para Adriano Sarney e Isaías Fortes, que ficou aquém do prometido a Davi Bra

ALUIZIO SANTOS FALA SOBRE SUA SAÚDE

O secretário Aluizio Santos concedeu entrevista ao programa Alerta Geral, apresentado pelo jornalista Luis Carlos Jr. na rádio Cultura de Chapadinha, nesta manhã (10) e tratou do assunto que já estava dominando as rodas de conversa da política local: seu estado de saúde. Segundo o relato, desde o mês de junho ele estava acompanhando o aumento de dois linfonodos na sua virilha e decidiu, com a equipe de médicos que o acompanha em Chapadinha, pela remoção cirúrgica de ambos. O procedimento aconteceu no dia 25 de outubro e desde então ele ficou em repouso. O diagnóstico conclusivo sobre o tratamento de saúde ao qual ele precisará se submeter deverá ser apresentado em 10 dias, mas Aluizio tem voltado às atividades políticas, inclusive às articulações da sua pré-candidatura a deputado estadual. Assista o vídeo da entrevista no final da matéria.   ENTENDA O QUADRO A íngua é o inchaço dos linfonodos, pequenos órgãos do sistema linfático que atuam na defesa do organismo humano prod

FLÁVIO DINO INAUGURA IEMA E PEDE QUE BELEZINHA ENTREGUE UPA AO ESTADO

Nesta manhã Chapadinha recebeu Flávio Dino pela última vez antes de deixar o cargo de governador. Antes de seguir para outros municípios da região entregando outros aparelhos públicos, o socialista inaugurou a unidade local do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), e a cerimônia foi movimentada, principalmente nos seus bastidores! Ausente do evento supostamente por motivo de saúde Belezinha foi representada pelo vice-prefeito que ouviu do governador novo apelo para que o município entregue a gestão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para o governo do estado. “Eu não olho quem é o prefeito, eu não olho partido. O meu partido é o Maranhão e por isso eu sempre estarei a disposição da cidade de Chapadinha”, disse em discurso. Confira:   O governador já tinha se colocado a disposição para assumir a responsabilidade da UPA na sua última visita a Chapadinha e o vice-prefeito até foi às redes sociais defender a entrega da unidade. Ambos foram ignorados por Be