Pular para o conteúdo principal

Nem acabado, nem forte: Vivo e animado


Pelo título, poderia ser um texto sobre o governo Bolsonaro, mas é sobre outro gestor que se movimentou durante o final de semana. Tratado como cadáver político pelos adversários, o prefeito Magno Bacelar teve raro momento de felicidade no sábado (25) com inaugurações e festa bem-sucedidas.

Com o asfaltamento do bairro Aparecida quase concluído, graças a convênio da Prefeitura com a Caixa, o prefeito aproveitou para recuperar também a travessa João Lopes no trecho que passa em frente ao Hospital Antônio Pontes de Aguiar (Hapa), pontos esburacados da avenida José Sarney no Areal e começar a resolver o ponto mais crítico da infraestrutura da cidade nos últimos meses, a avenida Ataliba Vieira de Almeida.

Enquanto a oposição reivindica os méritos por este asfalto, Magno vai tirando proveito de estar tirando do papel o que a ex-prefeita Belezinha deixou para ser feito. Com clima mais ameno, a administração mobilizou bom público para a reinauguração da Maternidade Municipal Dr. Manoel Sebastião Pinheiro no prédio do Hapa e especialmente para a reabertura da UPA no Areal. Sabe-se que a Prefeitura não tem verba própria suficiente para manter a qualidade que a unidade tinha quando era gerida pelo governo do estado, mas a Saúde está sendo tão priorizada hoje quanto era a Assistência Social em 2007/2008.

No ponto alto do sábado, o governo conseguiu lotar a Praça do Povo para uma tardia e belíssima homenagem às mães com o argumento de escassez de recursos sendo desmentido pela distribuição de presentes e sorteio de prêmios antecedendo os shows da noite.

Em euforia, o prefeito cantava no camarim rodeado de aliados as músicas que público ia curtir logo mais. O clima de animação se misturava com a apreensão de aliados pela possibilidade de um longo discurso de Magno no palco ser recebido com vaias que tirassem o brilho daquele dia. A preocupação se mostrou desnecessária. A organizadora da festa, primeira-dama, ex-prefeita, secretária de Assistência Social e de muito mais foi impecável ao introduzir a banda de maneira sucinta e curtir a apresentação com seu esposo.

Chegou segunda-feira e a empolgação não pode virar ilusão. Nem Aviões do Forró, nem Márcia Felipe garantiram vitórias para as últimas prefeitas, não será The Fevers que terá resolvido os problemas do atual. Mas que o prefeito voltou a demonstrar uma disposição que há muito não se via é inegável. Candidato ou não, ele segue vivo e com o fim do período chuvoso pode reverter muita coisa recuperando as avenidas e a iluminação pública. Aguardemos.

Fotos: Facebook da Prefeitura de Chapadinha

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que não te disseram sobre a "farra dos contracheques"

Enquanto a gritaria tomava conta das redes sociais, me dediquei a estudar a folha de pagamento da Prefeitura de Chapadinha e verifiquei alguns dados que precisam ser esclarecidos.
Primeiro, nenhum vigia “recebe” R$ 6 mil. O presente do indicativo é usado para demonstrar ação continuada. E o vigia Marcelo Costa Abreu, segundo este mesmo Portal da Transparência que serve de fonte para pinçar informações pela metade e causar alvoroço, tem um salário de R$ 1.247,50. Nos meses de Setembro e Outubro ele recebeu gratificações para compensar outros serviços que ele teria prestado à administração municipal, segundo relato dele mesmo em áudio que circula nos grupos de WhatsApp.
A realização destes trabalhos deve ser atestada, mas essa checagem desmonta a tese segunda qual ele receberia um grande salário para dividir com um ex-prefeito e um vereador.
Outro dado que tem aparecido de maneira muito distorcida é a lotação de todos os servidores como funcionários do gabinete do prefeito. Na verdade…

EM PRIMEIRA MÃO: EX-PREFEITA PERDE O MANDATO DE DEPUTADA

Durou pouco a passagem da ex-prefeita Ducilene Belezinha (PL) na Assembleia Legislativa do Maranhão. Ela havia sido empossada no cargo de deputada estadual no mês passado devendo favor ao deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) que determinou que a esposa, Detinha (PL), saísse de licença. Ocorre que Belezinha foi apenas a quinta suplente da coligação, e sua a posse dependeu do falecimento de um deputado e a nomeação de três parlamentares no secretariado do governador Flávio Dino, mas um deles voltou ontem (6) para o legislativo, aliás, uma secretária: Ana do Gás (PCdoB).
Parlamentar com votação expressiva em Chapadinha na eleição de 2014, quando teve o apoio do hoje prefeito Magno Bacelar, a comunista ocupava a Secretaria de Estado da Mulher, mas decidiu reassumir o mandato de deputada levando a ex-prefeita de volta à condição de suplente.Festejado com carreata organizada por seus apoiadores com pouquíssima participação popular, o mandato de Belezinha na Assembleia durou 13 dias.…

ORINALDO ANUNCIA ROMPIMENTO COM MAGNO E APOIO A HIGOR ALMEIDA

O ex-vereador Orinaldo Araújo, esposo da vereadora Missecley, gravou hoje mensagem para anunciar seu desligamento do grupo político do prefeito Magno Bacelar.Ao lado de três dos seus quatro filhos Orinaldo afirmou que ainda não conversou com o Higor Almeida, mas apoiará sua candidatura. “É o que candidato que representa realmente aquilo que a gente pensa, aquilo que a gente quer pro nosso município”, afirmou.Havia chamado a atenção do meio político as ausências de Orinaldo e Missecley do primeiro comício de campanha do prefeito, realizado no bairro em que eles moram e têm forte base eleitoral.A insegurança jurídica da candidatura do prefeito e o forte desgaste apresentado nas pesquisas de opinião devem gerar novas adesões nos próximos dias.