Pular para o conteúdo principal

Nem acabado, nem forte: Vivo e animado


Pelo título, poderia ser um texto sobre o governo Bolsonaro, mas é sobre outro gestor que se movimentou durante o final de semana. Tratado como cadáver político pelos adversários, o prefeito Magno Bacelar teve raro momento de felicidade no sábado (25) com inaugurações e festa bem-sucedidas.

Com o asfaltamento do bairro Aparecida quase concluído, graças a convênio da Prefeitura com a Caixa, o prefeito aproveitou para recuperar também a travessa João Lopes no trecho que passa em frente ao Hospital Antônio Pontes de Aguiar (Hapa), pontos esburacados da avenida José Sarney no Areal e começar a resolver o ponto mais crítico da infraestrutura da cidade nos últimos meses, a avenida Ataliba Vieira de Almeida.

Enquanto a oposição reivindica os méritos por este asfalto, Magno vai tirando proveito de estar tirando do papel o que a ex-prefeita Belezinha deixou para ser feito. Com clima mais ameno, a administração mobilizou bom público para a reinauguração da Maternidade Municipal Dr. Manoel Sebastião Pinheiro no prédio do Hapa e especialmente para a reabertura da UPA no Areal. Sabe-se que a Prefeitura não tem verba própria suficiente para manter a qualidade que a unidade tinha quando era gerida pelo governo do estado, mas a Saúde está sendo tão priorizada hoje quanto era a Assistência Social em 2007/2008.

No ponto alto do sábado, o governo conseguiu lotar a Praça do Povo para uma tardia e belíssima homenagem às mães com o argumento de escassez de recursos sendo desmentido pela distribuição de presentes e sorteio de prêmios antecedendo os shows da noite.

Em euforia, o prefeito cantava no camarim rodeado de aliados as músicas que público ia curtir logo mais. O clima de animação se misturava com a apreensão de aliados pela possibilidade de um longo discurso de Magno no palco ser recebido com vaias que tirassem o brilho daquele dia. A preocupação se mostrou desnecessária. A organizadora da festa, primeira-dama, ex-prefeita, secretária de Assistência Social e de muito mais foi impecável ao introduzir a banda de maneira sucinta e curtir a apresentação com seu esposo.

Chegou segunda-feira e a empolgação não pode virar ilusão. Nem Aviões do Forró, nem Márcia Felipe garantiram vitórias para as últimas prefeitas, não será The Fevers que terá resolvido os problemas do atual. Mas que o prefeito voltou a demonstrar uma disposição que há muito não se via é inegável. Candidato ou não, ele segue vivo e com o fim do período chuvoso pode reverter muita coisa recuperando as avenidas e a iluminação pública. Aguardemos.

Fotos: Facebook da Prefeitura de Chapadinha

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BELEZINHA ASFALTOU ATÉ O CAMINHO PARA A REELEIÇÃO

Passada a eleição estadual, o único grupo vencedor em Chapadinha foi o que já ocupa a Prefeitura. O resto se dividiu entre sobreviventes, humilhados e aposentados. Após ter sido a candidata a deputada estadual mais votada da história do município em 2018, com 12.403 votos, Belezinha alargou o recorde com os 18.548 votos de Aluizio Santos, elegendo-o para o cargo e vendo os adversários absolutamente perdidos. Se na eleição anterior os demais grupos se dividiram em 8 candidaturas acima da faixa de 500 votos, somando 17.752, desta vez foram 11 candidaturas e apenas 15.109 votos. A pulverização e o desempenho fraco já demonstram que a oposição teria dificuldade de derrotar a prefeita mesmo se conseguisse uma improvável união para 2024. Entre os derrotados da eleição destacam-se os ex-prefeitos. Dr. Magno Bacelar passou pelo segundo constrangimento seguido (e desnecessário) sem conseguir mais do que 679 votos para Adriano Sarney e Isaías Fortes, que ficou aquém do prometido a Davi Bra

ALUIZIO SANTOS FALA SOBRE SUA SAÚDE

O secretário Aluizio Santos concedeu entrevista ao programa Alerta Geral, apresentado pelo jornalista Luis Carlos Jr. na rádio Cultura de Chapadinha, nesta manhã (10) e tratou do assunto que já estava dominando as rodas de conversa da política local: seu estado de saúde. Segundo o relato, desde o mês de junho ele estava acompanhando o aumento de dois linfonodos na sua virilha e decidiu, com a equipe de médicos que o acompanha em Chapadinha, pela remoção cirúrgica de ambos. O procedimento aconteceu no dia 25 de outubro e desde então ele ficou em repouso. O diagnóstico conclusivo sobre o tratamento de saúde ao qual ele precisará se submeter deverá ser apresentado em 10 dias, mas Aluizio tem voltado às atividades políticas, inclusive às articulações da sua pré-candidatura a deputado estadual. Assista o vídeo da entrevista no final da matéria.   ENTENDA O QUADRO A íngua é o inchaço dos linfonodos, pequenos órgãos do sistema linfático que atuam na defesa do organismo humano prod

FLÁVIO DINO INAUGURA IEMA E PEDE QUE BELEZINHA ENTREGUE UPA AO ESTADO

Nesta manhã Chapadinha recebeu Flávio Dino pela última vez antes de deixar o cargo de governador. Antes de seguir para outros municípios da região entregando outros aparelhos públicos, o socialista inaugurou a unidade local do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), e a cerimônia foi movimentada, principalmente nos seus bastidores! Ausente do evento supostamente por motivo de saúde Belezinha foi representada pelo vice-prefeito que ouviu do governador novo apelo para que o município entregue a gestão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para o governo do estado. “Eu não olho quem é o prefeito, eu não olho partido. O meu partido é o Maranhão e por isso eu sempre estarei a disposição da cidade de Chapadinha”, disse em discurso. Confira:   O governador já tinha se colocado a disposição para assumir a responsabilidade da UPA na sua última visita a Chapadinha e o vice-prefeito até foi às redes sociais defender a entrega da unidade. Ambos foram ignorados por Be