Pular para o conteúdo principal

Abrimos as contas da Câmara e descobrimos a verdade sobre lanches e outros contratos


A Câmara Municipal de Chapadinha virou alvo de várias matérias nos últimos dias sobre gastos com lanches. O assunto ganhou repercussão até em outras cidades e não faltou nem aquelas charges para nós rirmos um pouco, mas nosso compromisso é com a informação precisa e ao invés de tratar dos valores que constam nas licitações (previsões que nunca se confirmam) o Blog do Braga foi buscar as prestações de contas da Casa com os recursos que foram efetivamente gastos e traz aqui para você.

A empresa Dilton de Lima Machado – ME e a Câmara firmaram contratos para o fornecimento de lanches (bolos, pães, salgadinhos, refrigerantes etc.) e gêneros alimentícios (café, chá, açúcar, leite, biscoito, água mineral etc.) nos anos de 2017 e 2018. Dos R$ 205 mil (R$ 205.959,30) que causaram manchetes, o valor efetivamente gasto foi R$ 75 mil (R$ 75.183,55), ou seja 36% do valor. Em dois anos isto dá uma média de R$ 3.132,65 por mês.


Apesar da empresa ser conhecida como Pão Dourado ela também está registrada para o “Comércio Varejista de produtos saneantes domissanitários”, segundo seu Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e também forneceu nestes dois primeiros anos os materiais de limpeza da Câmara Municipal. Mais uma vez encontramos uma grande diferença entre o valor licitado e aquilo que foi efetivamente pago. Apesar dos contratos serem de R$ 174 mil (174.198,35) o que saiu das contas públicas foi R$ 39 mil (R$ 39.366,52), apenas 22,6% do valor previsto. Média mensal de R$ 1.640,27.


 Todos estes dados podem ser confirmados no site chapadinha.ma.leg.br. No menu lateral, abaixo de “Transparência” há a opção “Receitas e Despesas”. Todas as licitações, os contratos, os valores efetivamente pago estão disponíveis para qualquer pessoa.


Licitação deserta em 2019 
A Câmara ainda não tem contrato para fornecimento destes bens para o ano de 2019. Não apareceram empresas interessadas nestes contratos, apesar das licitações terem sido anunciadas em Diário Oficial.

Diminuição dos valores
Todos as licitações de 2018 apresentaram valor bem abaixo de 2017. De material de limpeza, por exemplo, o contrato diminuiu de R$ 117 mil no primeiro ano para R$ 56 mil no segundo diante um gasto de R$ 24 mil.

O outro lado
Contatamos a presidente da Casa, professora Vera, para tratar do assunto. A vereadora lamentou ter que buscar a Justiça para esclarecer informações que estão disponíveis para qualquer pessoa no portal de transparência, mas disse que o fez em defesa da instituição. “Sete vereadores assinaram documento concordando com a nossa reação e outro registrou comigo o boletim de ocorrência porque sabem que a nossa gestão é séria e transparente. Eu acredito que as pessoas que publicaram essas falsidades vão se retratar antes que o processo vá mais adiante, mas a verdade tem que ser restabelecida de qualquer maneira”, afirmou em contato telefônico.

A presidente ainda lembrou que a Câmara realiza campanhas de doação de sangue duas vezes por ano recebendo várias pessoas e fornecendo estes lanches para os doares, além de eventos públicos com coffee break.

Lição
Pela milésima vez: Valor de licitação não é gasto público!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que não te disseram sobre a "farra dos contracheques"

Enquanto a gritaria tomava conta das redes sociais, me dediquei a estudar a folha de pagamento da Prefeitura de Chapadinha e verifiquei alguns dados que precisam ser esclarecidos.
Primeiro, nenhum vigia “recebe” R$ 6 mil. O presente do indicativo é usado para demonstrar ação continuada. E o vigia Marcelo Costa Abreu, segundo este mesmo Portal da Transparência que serve de fonte para pinçar informações pela metade e causar alvoroço, tem um salário de R$ 1.247,50. Nos meses de Setembro e Outubro ele recebeu gratificações para compensar outros serviços que ele teria prestado à administração municipal, segundo relato dele mesmo em áudio que circula nos grupos de WhatsApp.
A realização destes trabalhos deve ser atestada, mas essa checagem desmonta a tese segunda qual ele receberia um grande salário para dividir com um ex-prefeito e um vereador.
Outro dado que tem aparecido de maneira muito distorcida é a lotação de todos os servidores como funcionários do gabinete do prefeito. Na verdade…

PRIMEIRA CHAPA CONFIRMADA: HIGOR E MARCELO MARINHEIRO

Nem o isolamento social imposto pela pandemia de Covid-19 freou as articulações políticas. Respeitando as restrições e orientações da Organização Mundial da Saúde, o empresário Higor da Universidade Infantil e o vereador Marcelo Marinheiro se encontraram na manhã desta segunda-feira (30) e definiram que formarão chapa visando as pré-candidaturas a prefeito e vice-prefeito de Chapadinha nas eleições de 2020.
Em contato com o Blog do Braga, a dupla afirmou que já vinha conversando nas últimas semanas e que tomaram a decisão após análise das últimas pesquisas de intenção de voto, que indicariam a viabilidade da composição.
Em meio às incertezas jurídicas de outros concorrentes, Chapadinha ganha a primeira chapa 100% definida e ficha-limpa para as próximas eleições. Após o término do período de isolamento social proposto pela OMS os pré-candidatos informarão o calendário de eventos destinados à propagação das suas plataformas políticas.
“Por enquanto, nos cabe apenas desejar a todos mui…

Prefeitura com mais verbas, contratados ainda sem salário

Apesar da crise de saúde pública, o município de Chapadinha continua recebendo recursos do governo federal para manter os salários em dia. Esta é a conclusão que chegamos ao analisar os números disponíveis no Demonstrativo de Distribuição de Arrecadação do Banco do Brasil.
O Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) transferiu para os cofres da Prefeitura mais de 25 milhões de reais (R$ 25.428.087,96) nos quatro primeiros meses do ano. A cifra é 17,09% maior do que o valor recebido no mesmo período de 2019, que já apresentava crescimento de 23,6% em relação ao ano anterior.
Este blog não costuma usar números soltos de maneira sensacionalista. É necessário ler e interpretar com noção de proporção. Será se este valor é realmente grande? Será se é suficiente? Sim. Segundo o próprio prefeito em entrevista ao portal Papo Cidade a folha salarial mensal da Secretaria de Educação, comandada agora pela sua irmã, é de R$ 4.235.649,79. Ou seja, o valor que o município r…