Pular para o conteúdo principal

Secretário e Vereadores Trocam Acusações em Rede Social

Briga pode respingar no prefeito

O modelo de governo Bolsonaro com confusão em WhatsApp e lavagem de roupa suja na frente de todo mundo parece que se instalou pra valer em Chapadinha.

Ontem (16), há poucas horas do Sarau de Marchinhas de Carnaval organizado pela Secretaria de Cultura, o vereador Junior Carneiro postou em rede social um questionamento dando a entender que havia muito dinheiro em vão na Cultura e que o recurso seria melhor investido na Saúde.

O secretário de Cultura Djonnes Lima (Edfarma) não gostou e respondeu que um dos motivos da crítica do parlamentar seria a decisão de não alugar mais para os eventos da Secretaria os banheiros químicos de propriedade do vereador. Segundo o Edfarma, eles seriam caros e de péssima qualidade.

A briga parecia encerrada aí quando o líder do governo, vereador Nonato Baleco, saiu em defesa do outro parlamentar considerando desmedida a reposta do secretário. “Junior Carneiro emitiu sua opinião sobre a utilização de recursos públicos. (...) Quem exerce cargo público está sujeito a críticas”, afirmou.

Foi o suficiente para a ira do secretário se voltar em direção a Baleco e começar um bate-boca a nível de qualquer 5ª série com termos como babões, babacas, otários, Zé ruelas, panacas, até chegar em “sugador de dinheiro público”. Aí a coisa ficou séria.

Baleco lembrou o período em que o secretário havia deixado o cargo e passado a criticar o prefeito afirmando que a volta dele ao governo se deu “na velha e pura chantagem” e o secretário respondeu que o episódio teria acontecido para ele receber um dinheiro que teria investido enquanto Baleco jogava sujo para “sugar o capim público”.

A discussão que já era pública em rede social tomou as ruas quando o secretário pegou o microfone no evento pré-carnavalesco e voltou a criticar os parlamentares, sem citar seus nomes. Entre as críticas aos vereadores o secretário elencou o voto deles no projeto do governo que reajustou Contribuição de Iluminação Pública (CIP).

Com a cabeça mais fria o secretário Edfarma lamentou os desabafos públicos e virtuais, mas reafirmou que não contratará mais os banheiros químicos que seriam do vereador Junior Carneiro. Segundo o mesmo, os eventos da Secretaria de Cultura estão sendo realizados com ajuda da iniciativa privada local, inclusive da sua loja de acessórios de celular.
  
Resposta de Baleco
O vereador Nonato Baleco afirmou ao Blog que tomara medidas como parlamentar com base em pelo menos três declarações dadas pelo secretário durante a discussão. “Primeiro ele diz que votamos contra o povo porque aprovamos projeto de autoria do governo que ele compõe. Segundo, se ele diz que o Junior Carneiro alugava a preço muito caro banheiro químico para a Prefeitura ele está acusando o prefeito, não só o Junior Carneiro. E terceiro, que dinheiro é esse que ele investiu e precisa chantagear para receber de volta? Foi na campanha? Ele tá comprando as atrações e revendendo?”, questionou.

O caso mais grave é o dos banheiros químicos. De acordo com a Lei Orgânica do Município, vereadores são proibidos de fornecer para o poder público local. Confirmada a contratação pela prefeitura de banheiros químicos de um parlamentar, principalmente sendo ele cunhado do prefeito, o caso pode parar na Justiça. O Blog não conseguiu contato com o vereador Junior Carneiro até a publicação deste texto.

Também não tem respaldo legal o uso de dinheiro privado em eventos públicos com posterior ressarcimento.

Sarau de Marchinhas
Confusões a parte, o evento realizado na Praça Coronel Luís Vieira foi mais um sucesso da Secretaria de Cultura.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DE CORPO PRESENTE: FLÁVIO DINO REBATE BELEZINHA SOBRE INVESTIMENTO EM SAÚDE E AINDA QUER ASSUMIR A UPA

Durante cerimônia de inauguração de asfalto aplicado no município com emendas da deputada Dra. Thaiza, o governador Flávio Dino respondeu os ataques que a prefeita Belezinha fez contra ele no início da semana. A gestora havia afirmado em pronunciamento oficial que ainda não teve ajuda do governo do estado para cuidar da Saúde em Chapadinha nos seus primeiros meses de administração. Relembre: No seu discurso, a deputada Thaiza já havia criticado a gestão municipal por Chapadinha ter tido o maior número de óbitos por Covid no estado, mas Belezinha tentou evitar polêmica. Tigrona na internet, ela virou tchuchuca na frente do governador falando até em parcerias do estado com o município através do vice-governador Carlos Brandão. Veja: Flávio Dino estranhou a diferença de comportamento do mundo virtual para o mundo real. “Há pessoas que se transformam na internet. Elas na nossa frente são pessoas de bom senso, mas quando chegam na internet se transformam e se danam a mentir”: Mais a

AS REVELAÇÕES DA FOLHA DE PAGAMENTOS DA PREFEITURA

Com alguns meses de atraso, a Prefeitura de Chapadinha publicou as primeiras folhas de pagamento da gestão da prefeita Belezinha e tem muita informação boa ali para fazer futrica, mas este espaço não se dedica a isso. Os mais afoitos defensores do governo podem ser identificados na lista com os próprios nomes ou de parentes próximos. Alguns deles já devem estar comentando este texto nas redes sociais antes de lê-lo. Não importa. São pequenos, como a maioria das boquinhas que conseguiram. E, além do mais, ninguém acreditava que eles cantavam “eles gostam da mamadinha” durante a campanha eleitoral sem saber que era exatamente disso que eles estavam em busca. É assim mesmo. A guerra no Whatsapp geralmente acontece com "mamadores" apontando "desmamados" A folha está encharcada de cabos eleitorais e ex-candidatos? Sim. Parentes de vereadores e suplentes? Também. Há ainda "anomalias curiosas", como a do Técnico em Imobilização contratado pelo Hapa com salári

DRA. THAIZA DEFENDE GOVERNADOR E COBRA ENTREGA DA UPA PARA O ESTADO

Chapadinha foi destaque na sessão de hoje da Assembleia Legislativa. Tudo começou quando a deputada Dra. Thaiza subiu à tribuna para registrar a cerimônia de inauguração do asfalto aplicado nos bairros Areal e Cohab com emendas destinadas pelo seu mandato. A parlamentar aproveitou a oportunidade para lembrar as várias ações do governo estadual no município e saiu em defesa do governador, contra os ataques feitos pela prefeita Belezinha. “São mais de R$ 4 milhões investidos todo mês na Saúde para manter o Hospital Regional. É incalculável o impacto positivo deste investimento para a região. Imaginem a quantidade de consultas, exames e internações, lembremos a procissão de ambulância que tinha de vir para São Luís. É uma injustiça absurda não reconhecer os benefícios levados a Chapadinha e região pelo governo Flávio Dino”, destacou. O deputado Paulo Neto saiu em defesa de Belezinha afirmando que o vídeo em que ela ataca o governador seria de 90 dias atrás e teria sido requentado pela