Pular para o conteúdo principal

Os recados da posse da mesa diretora



Apesar do recesso parlamentar, a Câmara Municipal de Chapadinha foi movimentada na primeira segunda-feira do ano. Foi realizada sessão solene para reconduzir a vereadora Professora Vera à Presidência da Casa e empossar a nova mesa diretora para o biênio 2019-2020. Estiveram presentes 9 dos 15 vereadores, tendo sido o vereador Netinho Gedeão o único entre os membros da chapa derrotada a comparecer.

Um personagem que se manteve no centro da cena apesar de não estar sendo empossado foi o vereador Neto Pontes. Ele era candidato à presidência da Casa até meia hora antes da votação, realizada em junho do ano passado, mas ao ser preterido se juntou à oposição levando consigo o vereador Marcelo Aguiar e apoiaram a recondução da presidente Professora Vera, que apesar de aliada não tinha a preferência da articulação política do governo, com uma mesa composta majoritariamente por adversários do prefeito.

Por um acaso do destino coube a ele a condução dos trabalhos da sessão solene de hoje e a declaração de posse na presença do prefeito. 

Discursos

A fala mais longa da sessão, como de costume, foi exatamente do prefeito Magno Bacelar. Ele destacou a gestão da presidente Professora Vera como brilhante e aproveitou a oportunidade para voltar a tratar da crise financeira que o município vive, afirmando que os valores que entram no tesouro municipal não são suficientes para pagar as despesas e deu como exemplo a manutenção da UPA, que está prevista para ser entregue à responsabilidade do município no final do mês. "A manutenção daquela UPA é R$ 1 milhão e 200 mil. Como é que o município vai bancar uma UPA daquela?", questionou. 

Alguns dos parlamentares presentes também fizeram uso da palavra, com destaque para o pronunciamento do vereador Marcelo Aguiar. Mesmo com o prefeito já ausente do plenário, o parlamentar não deixou de reafirmar suas críticas: "É preciso que o nosso prefeito conduza o 'avião' que leva todos nós desse município a dias melhores, a um local melhor, a um momento melhor. Porque o senhor prefeito precisa sentar nessa cadeira do 'avião' e conduzir o avião, não deixar que pessoas outras possam conduzir por ele. Ele tem capacidade para conduzir esse avião", afirmou lembrando que todos os cidadãos são os tripulantes desta metáfora.

O novo vice-presidente da Câmara, vereador Tote, avisou que usará o artigo 35º do Regimento Interno, que lhe dá poder para promulgar leis aprovadas pela Câmara depois de transcorrido o prazo previsto para pronunciamento do prefeito e da presidente da Casa sobre o tema. O alerta pode ter graves consequências, principalmente devido o pouco diálogo institucional entre Executivo e Legislativo sobre as matérias aprovadas.

Complicado ano novo

Única aliada de Magno Bacelar na mesa diretora, a presidente Professora Vera nunca foi tão importante para a gestão municipal. Ele será obrigada a manter diálogo institucional ainda mais constante com o governo e a oposição e terá papel decisivo na tramitação de assuntos polêmicos, como a apreciação das suas contas do prefeito rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). São necessários 10 votos para alterar o parecer do TCE e na aprovação de outras matérias, como o reajuste da Contribuição de Iluminação Pública, o governo já não teve tamanho apoio. Isso sem falar na já anunciada pretensão da oposição buscar uma desculpa para afastar o prefeito do cargo.

O ano de 2019 promete ser de grandes emoções na Câmara Municipal.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DE NOVO: BELEZINHA TENTA COMPRAR CANDIDATO A VEREADOR E É DENUNCIADA À POLÍCIA

Dinheiro entregue à Polícia Festejada nas redes sociais pela ex-prefeita Belezinha e seus partidários, a adesão do candidato a vereador Lucídio se revelou mais um escândalo que abuso de poder econômico. Anúncio de adesão pela manhã Horas depois do anúncio, Lucídio registrou Boletim de Ocorrência acusando a coligação adversária de lhe ter entregado R$ 5 mil para ele se deixar fotografar ao lado da candidata e apoiá-la. Ao registrar o BO, o candidato apresentou aos policiais o valor que lhe foi entregue, e áudios das conversas entre ele e intermediários da ex-prefeita. Num deles o conhecimento da candidata sobre as negociações é confirmado. A versão foi confirmada por uma testemunha que presenciou a entrega do dinheiro. Após perícias as provas deverão ser encaminhadas para o Ministério Público Eleitoral e nova denúncia de abuso de poder econômico deve ser apresentada contra a candidata. Denúncia feita à tarde Belezinha responde no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ação semelhante p

PACIENTES E PROFISSIONAIS DA SAÚDE RELATAM COLAPSO NA UPA DE CHAPADINHA

Os últimos dias têm sido de exaustão para quem está trabalhando na linha de frente do combate à Covid em Chapadinha. Profissionais da UPA relatam que a unidade entrou em colapso, os leitos estão lotados, pacientes aguardando nos corredores e os funcionários se sentindo impotentes diante o quadro. “Imagina o que é você se doar, prestar um serviço, ver gente morrendo todo dia e as pessoas continuarem suas vidas aglomerando”, desabafou um deles em rede social. Com quadro reduzido de funcionários, os servidores buscam fazer o que é possível, mas as dificuldades estão aumentando num grau insuportável. Enquanto isso pipocam nas redes sociais fotos e vídeos de pacientes e acompanhantes denunciando os problemas que estão enfrentando, principalmente com falta de médicos para atender a demanda crescente. A escala publicada pela Prefeitura mostra o quanto tem sido exigido dos profissionais. Apenas um médico por dia, sendo ora Dr. Kingsley Ifly, que na mesma data atende no HAPA , ora o Dr. Felipe

EXPOSTA A MÁQUINA DE COMPRA DE APOIOS DE BELEZINHA

Quem dizia que já estava com a eleição decidida abriu a carteira para tentar vencer na força do dinheiro.  O Blog do Alexandre Pinheiro publicou uma séria de mensagens e áudios envolvendo personagens da campanha da ex-prefeita Belezinha que explicam as últimas declarações de apoio à candidata. Leia aqui a matéria. Só sorrisos Denunciada à Polícia por ter tentado comprar o apoio do candidato a vereador Lucídio Santos por R$ 5 mil, Belezinha tem alegado ter sido alvo de uma armação, mas os diálogos expostos agora comprovam que a iniciativa de negociar com ele partiu de um dos seus partidários presente na foto que anunciava a adesão de Lucídio. (Áudios no final deste texto) Nos áudios o candidato chega a descartar a possibilidade de acordo (vídeo 1), mas o articulador Aluízio Santos insiste em conversar pessoalmente e noutro momento Lucídio aparece agradecendo a Shicleiton Sousa (vídeo 2) pelos R$ 5 mil posteriormente entregues à Polícia. Sem imagens e com áudio de pouca qualidade,