Pular para o conteúdo principal

Live do Prefeito: Fim das 13 horas, 13º pra quase todo mundo e salário dos contratados quando der




O prefeito de Chapadinha, Dr Magno Bacelar, realizou hoje transmissão ao vivo no seu Facebook para anunciar o pagamento da primeira parcela do 13º salário dos servidores efetivos do município.

Os funcionários da Secretaria de Educação receberão agora apenas  40% do valor, e não os 50% previstos em lei e disponibilizados aos demais, mas ainda estão melhor que os aposentados e pensionistas dos IPC, que terão que esperar o dia 30 de novembro, quando a folha do mês começará a ser feita e o 13º deles poderá (ou não) ser pago dentro do prazo legal.

O valor pago hoje foi de R$ 1.958.000,00 (um milhão novecentos e cinquenta e oito mil reais), segundo o próprio prefeito, que durante o vídeo falou acompanhado sobre a crise econômica, pediu paciência aos servidores contratados da Secretaria de Educação que ainda não receberam seus salários de outubro e afirmou que os pagará assim que houver recursos em caixa para esta finalidade.

O prefeito estava acompanhado das secretárias de Educação, Vânia Cristina, e de Saúde, Mônica Pontes, além da professora Mary Luce Peixoto durante o vídeo, feito pela primeira-dama, ex-prefeita e secretária de Assistência Social, Danúbia Carneiro

Ao final da gravação, o prefeito foi taxativo sobre as 13 horas dos professores: “Nós vamos ter que rever a ‘situação das 13 horas’, que a secretária de Educação na ocasião, Danúbia Carneiro, implantou isso. Evidentemente não vai dar pra se manter no próximo ano”.

Apesar do prefeito jogar a responsabilidade para a esposa, que comandou a Semed no início da gestão, o respeito à “lei das 13 horas” constou como promessa de campanha quando ele ainda era candidato em 2016 e foi uma das maiores polêmicas contra o governo anterior.

A realidade financeira desmontou o discurso de campanha

Entenda

A polêmica sobre as 13 horas dos professores em sala de aula diz respeito ao que prevê o §4º do artigo 2º da lei 11.738, de 16 de julho de 2008, a chamada “lei do piso nacional do magistério”.

O dispositivo prevê que “Na composição da jornada de trabalho, observar-se-á o limite máximo de 2/3 (dois terços) da carga horária para o desempenho das atividades de interação com os educandos”, fazendo com que os professores com carga horária de 20 horas semanais tenham o direito de exercer apenas 13 dessas horas em sala de aula, podendo destinar o outro terço da sua jornada para planejamento de aulas, correção de exercícios ou provas e outras atividades relacionadas ao seu serviço.

Com os professores tendo menos tempo em sala de aula, o município é obrigado a contratar mais profissionais para preencher esses horários, aumentando ainda mais a pressão sobre a folha de pagamento da Educação.

Evolução do Fundeb

Confirmada a previsão da Confederação Nacional dos Municípios, lembrada pelo prefeito no vídeo, de Chapadinha receber R$ 53 milhões de Fundeb em 2018, este será o segundo ano consecutivo de queda do recurso. Em anos anteriores o crescimento anual do Fundeb de Chapadinha chegou a ser de mais de 29%. (Veja tabela ao lado)


Sindicato

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Chapadinha (Sindichap), professor Alcides Pereira, afirma que a entidade não foi informada oficialmente de nenhuma decisão do governo neste sentido.

Confira a íntegra



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ALUIZIO SANTOS FALA SOBRE SUA SAÚDE

O secretário Aluizio Santos concedeu entrevista ao programa Alerta Geral, apresentado pelo jornalista Luis Carlos Jr. na rádio Cultura de Chapadinha, nesta manhã (10) e tratou do assunto que já estava dominando as rodas de conversa da política local: seu estado de saúde. Segundo o relato, desde o mês de junho ele estava acompanhando o aumento de dois linfonodos na sua virilha e decidiu, com a equipe de médicos que o acompanha em Chapadinha, pela remoção cirúrgica de ambos. O procedimento aconteceu no dia 25 de outubro e desde então ele ficou em repouso. O diagnóstico conclusivo sobre o tratamento de saúde ao qual ele precisará se submeter deverá ser apresentado em 10 dias, mas Aluizio tem voltado às atividades políticas, inclusive às articulações da sua pré-candidatura a deputado estadual. Assista o vídeo da entrevista no final da matéria.   ENTENDA O QUADRO A íngua é o inchaço dos linfonodos, pequenos órgãos do sistema linfático que atuam na defesa do organismo humano prod

BELEZINHA ASFALTOU ATÉ O CAMINHO PARA A REELEIÇÃO

Passada a eleição estadual, o único grupo vencedor em Chapadinha foi o que já ocupa a Prefeitura. O resto se dividiu entre sobreviventes, humilhados e aposentados. Após ter sido a candidata a deputada estadual mais votada da história do município em 2018, com 12.403 votos, Belezinha alargou o recorde com os 18.548 votos de Aluizio Santos, elegendo-o para o cargo e vendo os adversários absolutamente perdidos. Se na eleição anterior os demais grupos se dividiram em 8 candidaturas acima da faixa de 500 votos, somando 17.752, desta vez foram 11 candidaturas e apenas 15.109 votos. A pulverização e o desempenho fraco já demonstram que a oposição teria dificuldade de derrotar a prefeita mesmo se conseguisse uma improvável união para 2024. Entre os derrotados da eleição destacam-se os ex-prefeitos. Dr. Magno Bacelar passou pelo segundo constrangimento seguido (e desnecessário) sem conseguir mais do que 679 votos para Adriano Sarney e Isaías Fortes, que ficou aquém do prometido a Davi Bra

DE CORPO PRESENTE: FLÁVIO DINO REBATE BELEZINHA SOBRE INVESTIMENTO EM SAÚDE E AINDA QUER ASSUMIR A UPA

Durante cerimônia de inauguração de asfalto aplicado no município com emendas da deputada Dra. Thaiza, o governador Flávio Dino respondeu os ataques que a prefeita Belezinha fez contra ele no início da semana. A gestora havia afirmado em pronunciamento oficial que ainda não teve ajuda do governo do estado para cuidar da Saúde em Chapadinha nos seus primeiros meses de administração. Relembre: No seu discurso, a deputada Thaiza já havia criticado a gestão municipal por Chapadinha ter tido o maior número de óbitos por Covid no estado, mas Belezinha tentou evitar polêmica. Tigrona na internet, ela virou tchuchuca na frente do governador falando até em parcerias do estado com o município através do vice-governador Carlos Brandão. Veja: Flávio Dino estranhou a diferença de comportamento do mundo virtual para o mundo real. “Há pessoas que se transformam na internet. Elas na nossa frente são pessoas de bom senso, mas quando chegam na internet se transformam e se danam a mentir”: Mais a