Pular para o conteúdo principal

A retórica fácil que tira a lógica da política

Dois ex-governadores com o apoio
de Sarney hoje falam da "oligarquia"
A entrada de Zé Reinaldo Tavares na administração municipal comandada pelo tucano João Castelo só reforça sua postura anti-PT e anti-Lula, fator determinante para que o Diretório Nacional do PT tenha decidido pela anulação do encontro estadual que decidira pelo apoio à chapa Dino-Reinaldista nas eleições de 2010.

Esta postura poderia até ser dissimulada, afinal, Tavares é filiado a um partido que faz parte da base aliada e, para não perder voto no estado que deu a segunda maior votação proporcional para Dilma, sua atuação contra o projeto petista se dá geralmente nos bastidores e não sob os holofotes, apesar de ele ter declarado apoio a José Serra no segundo turno da eleição presidencial.

Agora que está tudo as claras Flávio Dino não pode mais ficar se fazendo de "João sem braço". Concorda com a "opção pelo atraso" ou romperá com seu tutor político? Deixando a retórica fácil de lado, o caminho natural seria o líder do PCdoB refutar aproximação com PSDB e, em não sendo candidato, declarar apoio ao petista Washington Luiz, de quem é amigo pessoal.

Mas não, isso não vai acontecer porque Washington é o "candidato de Sarney", mesmo discurso surrado do qual Flávio Dino foi vítima quando disputou a prefeitura em 2008 contra Castelo e com o apoio do PT. E essa retórica fácil tem mais peso na política maranhense do que qualquer debate real sobre os problemas e suas soluções a bem da população do estado e da ilha.

Mais até do que o governo Jackson Lago, eleito graças ao abuso de poder político do então governador Zé Reinaldo, Castelo vem deixando mais do que claro na prefeitura da nossa capital que ser contra Sarney não faz de ninguém bom gestor. Ser "anti-Sarney" significa muito pouco além de um discurso que mantém a relevância de metade da classe política maranhense.

Comentários

Gabriel disse…
Pois é, mas onde estava o PT quando Fávio Dino tinha oportunidade real de ganhar o governo estadual, tirando de Roseana? estava com ela. REAL, sim, pois Jackson Lago foi eleito no 2º turno em 2006 mesmo em desvantagem no 1º turno. Roseana ganhou no 1º turno com 50,08% dos votos. Se o PT tivesse uma postura realmente anti-oligárquica, contra quem governa o Maranhão há não sei quanto tempo, teria apoiado Dino para o governo estadual. E este teria grandes chances de derrotar Roseana.
Eduardo Braga disse…
Gabriel, ser contra por ser contra? Ser contra Sarney pra ser a favor do que? De Zé Reinaldo e dos demais ex-sarneysistas que enchem a boca hoje pra falar contra a "oligarquia"?

Se o PT tivesse se coligado com Flávio, certamente ele seria hoje o governador do Maranhão, com Zé Reinaldo mandando no governo e com Dilma não tendo tido o apoio do PMDB no estado. A aliança que fizemos garantiu a segunda melhor votação proporcional para nossa candidatura nacional.

Quando Flávio Dino não esteve com Zé Reinaldo, nas eleições municipais de 2008, o PT o apoiou. Partimos de 3% nas pesquisas para levá-lo ao segundo turno e quase derrotar Castelo, que contava com o apoio dos "anti-Sarney" Jackson Lago e Zé Reinaldo.

Se Flávio achar que para chegar um dia ao governo do estado tem que se aliar com um projeto anti-petista, tudo bem, mas não espere o apoio do PT assim.
Anônimo disse…
Na realidade o pt no maranhão não tem vida propria,justamente porque não sabe que rumo tomar, prova disso é a divisão propia dentro do partido, uma ala apoia os sarneys e a ou tra é oposição ao sarney, e pelo visto ja está cainda a máscara, porque sabemos que o washington não decola nas pequisas e com certeza não para o segundo turno em são luis, sa mesma forma aqui em chapadinha o pt não vai passar de coadjuvante....
Eduardo Braga disse…
Caro Anônimo,

O PT é um partido democrático e aberto. É natural que haja divergências.

Infelizmente, há companheiros que precisam do surrado discurso "anti-Sarney" para manter alguma relevância política, mas um no PT está surgindo. Um PT que se fortalece pelo diálogo e pela aplicação no nosso estado do projeto político que mudou o Brasil.

Não tenho dúvidas que o companheiro Washington Luiz tem tudo para estar no segundo turno da eleição na capital e espero que todas as forças populares se unam para derrotar o tucano João Castelo.

Aqui em Chapadinha o partido também crescerá e, espero, trabalhará para se viabilizar para a disputa de 2016. Se tem uma coisa que o PT não é nesse processo eleitoral é coadjuvante. Todo mundo quer o PT, todo mundo fala do PT, todo mundo quer dar pitaco nas decisões do PT, mas o partido tomará sua decisão de forma equilibrada sem se importar em desagradar os adversários.

Postagens mais visitadas deste blog

O que não te disseram sobre a "farra dos contracheques"

Enquanto a gritaria tomava conta das redes sociais, me dediquei a estudar a folha de pagamento da Prefeitura de Chapadinha e verifiquei alguns dados que precisam ser esclarecidos.
Primeiro, nenhum vigia “recebe” R$ 6 mil. O presente do indicativo é usado para demonstrar ação continuada. E o vigia Marcelo Costa Abreu, segundo este mesmo Portal da Transparência que serve de fonte para pinçar informações pela metade e causar alvoroço, tem um salário de R$ 1.247,50. Nos meses de Setembro e Outubro ele recebeu gratificações para compensar outros serviços que ele teria prestado à administração municipal, segundo relato dele mesmo em áudio que circula nos grupos de WhatsApp.
A realização destes trabalhos deve ser atestada, mas essa checagem desmonta a tese segunda qual ele receberia um grande salário para dividir com um ex-prefeito e um vereador.
Outro dado que tem aparecido de maneira muito distorcida é a lotação de todos os servidores como funcionários do gabinete do prefeito. Na verdade…

PRIMEIRA CHAPA CONFIRMADA: HIGOR E MARCELO MARINHEIRO

Nem o isolamento social imposto pela pandemia de Covid-19 freou as articulações políticas. Respeitando as restrições e orientações da Organização Mundial da Saúde, o empresário Higor da Universidade Infantil e o vereador Marcelo Marinheiro se encontraram na manhã desta segunda-feira (30) e definiram que formarão chapa visando as pré-candidaturas a prefeito e vice-prefeito de Chapadinha nas eleições de 2020.
Em contato com o Blog do Braga, a dupla afirmou que já vinha conversando nas últimas semanas e que tomaram a decisão após análise das últimas pesquisas de intenção de voto, que indicariam a viabilidade da composição.
Em meio às incertezas jurídicas de outros concorrentes, Chapadinha ganha a primeira chapa 100% definida e ficha-limpa para as próximas eleições. Após o término do período de isolamento social proposto pela OMS os pré-candidatos informarão o calendário de eventos destinados à propagação das suas plataformas políticas.
“Por enquanto, nos cabe apenas desejar a todos mui…

Uma decisão que não se sustenta

Há tempos o município dava sinais de que conseguiria manter o calendário de pagamento dos servidores públicos de acordo com a promessa de campanha do prefeito Magno Bacelar, com 10 dias dentro do mês trabalho. Ontem a Prefeitura anunciou que todos os servidores receberão no limite previsto em lei e as reações foram instantâneas.
Até a aliada presidente da Câmara, professora Vera, já se pronunciou duramente repudiando a decisão do prefeito. “Não vejo justificativa para a medida da Prefeitura de transferir os pagamentos para o 5º dia útil do mês subsequente”, declarou em redes sociais.
Apesar de não haver ilegalidade no anúncio, algumas considerações precisam ser feitas. A primeira, e mais importante neste momento de pandemia, é que nunca foi tão necessário escalonar o pagamento. Para evitar aglomerações ainda maiores nas agências bancárias, os servidores de diferentes órgãos deveriam receber em dias alternados.
Em segundo lugar, a crise econômica agravada pela pandemia de Covid-19 po…