Pular para o conteúdo principal

As eleições e os meus amigos!



"Senhores amigos-eleitores, não se escandalizem; o avião eleitoral já vai decolar. Em caso de problemas técnicos, temos duas saídas de emergência: abraçar o amigo ou declarar guerra aos queridos. No caso de falta de ar, máscaras de oxigênio cairão sobre vossas cabeças. Caso precisem de alguma coisa, alguns velhos amigos não poderão lhe ajudar, busque por novos. Tenham uma boa viagem."

Em ano de eleições é bastante comum um fenômeno social dá o ar de sua graça na sociedade, a “inimizade eleitoral”. Os discursos, outrora bem quistos, agora geram desconfiança, desorientação, e claro, muita fofoca.

Os amigos de longas datas viram inimigos de infância, quando o assunto é política. “Discordar” torna-se palavra “no grata” e senha de ativar bombas. Muitos se vêm no dilema dramático de expor ou não expor seus ideais. E aí a pergunta: Eu posso votar em quem eu quero?

Em época de democracia, ela parece estar tão invisível que há de duvidar de sua integridade. O sistema democrático brasileiro já não é mais confiável (se é que algum dia foi), hoje não passa mais de uma mera ilusão proposta pelas classes dominantes de espírito individualista, e com isso muitos vivem oprimidos e sufocados com a tarefa amarga de esconder seus sentimentos. “Que liberdade temos, que liberdade queremos”- confesso que ainda não sei!

Para os apaixonados pela leitura, tantos leitores, quanto jornalistas, a doce tarefa de escrever torna-se, em alguns casos, uma guerra declarada (quase um atentado ao pudor) contra àqueles que discordam de nossos meros textos, frases, citações, enfim, qualquer coisa escrita.

É fácil imaginar (e não entender) o porquê de após a publicação de um artigo na imprensa, o Joãozinho já evita os meus cumprimentos. Muitas vezes o que se escreve desagrada mais ao amigo-eleitor do que o próprio candidato.

Já perdi a conta de quantos afetos, viraram desafetos, e quantos amigos, tornaram-se inimigos. Se isso me dói?Até dói, mas não me mata. Afinal eu continuo escrevendo o que penso e acredito, e talvez eu não pare nunca. Foi a profissão que escolhi!

Quanto aos dissabores, Ah, os dissabores! Se não puderam respeitar minha humilde opinião e aceitar-me como sou, dificilmente eu voltarei a sentir falta de suas companhias.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BELEZINHA ASFALTOU ATÉ O CAMINHO PARA A REELEIÇÃO

Passada a eleição estadual, o único grupo vencedor em Chapadinha foi o que já ocupa a Prefeitura. O resto se dividiu entre sobreviventes, humilhados e aposentados. Após ter sido a candidata a deputada estadual mais votada da história do município em 2018, com 12.403 votos, Belezinha alargou o recorde com os 18.548 votos de Aluizio Santos, elegendo-o para o cargo e vendo os adversários absolutamente perdidos. Se na eleição anterior os demais grupos se dividiram em 8 candidaturas acima da faixa de 500 votos, somando 17.752, desta vez foram 11 candidaturas e apenas 15.109 votos. A pulverização e o desempenho fraco já demonstram que a oposição teria dificuldade de derrotar a prefeita mesmo se conseguisse uma improvável união para 2024. Entre os derrotados da eleição destacam-se os ex-prefeitos. Dr. Magno Bacelar passou pelo segundo constrangimento seguido (e desnecessário) sem conseguir mais do que 679 votos para Adriano Sarney e Isaías Fortes, que ficou aquém do prometido a Davi Bra

FLÁVIO DINO INAUGURA IEMA E PEDE QUE BELEZINHA ENTREGUE UPA AO ESTADO

Nesta manhã Chapadinha recebeu Flávio Dino pela última vez antes de deixar o cargo de governador. Antes de seguir para outros municípios da região entregando outros aparelhos públicos, o socialista inaugurou a unidade local do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), e a cerimônia foi movimentada, principalmente nos seus bastidores! Ausente do evento supostamente por motivo de saúde Belezinha foi representada pelo vice-prefeito que ouviu do governador novo apelo para que o município entregue a gestão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para o governo do estado. “Eu não olho quem é o prefeito, eu não olho partido. O meu partido é o Maranhão e por isso eu sempre estarei a disposição da cidade de Chapadinha”, disse em discurso. Confira:   O governador já tinha se colocado a disposição para assumir a responsabilidade da UPA na sua última visita a Chapadinha e o vice-prefeito até foi às redes sociais defender a entrega da unidade. Ambos foram ignorados por Be

ALUIZIO SANTOS FALA SOBRE SUA SAÚDE

O secretário Aluizio Santos concedeu entrevista ao programa Alerta Geral, apresentado pelo jornalista Luis Carlos Jr. na rádio Cultura de Chapadinha, nesta manhã (10) e tratou do assunto que já estava dominando as rodas de conversa da política local: seu estado de saúde. Segundo o relato, desde o mês de junho ele estava acompanhando o aumento de dois linfonodos na sua virilha e decidiu, com a equipe de médicos que o acompanha em Chapadinha, pela remoção cirúrgica de ambos. O procedimento aconteceu no dia 25 de outubro e desde então ele ficou em repouso. O diagnóstico conclusivo sobre o tratamento de saúde ao qual ele precisará se submeter deverá ser apresentado em 10 dias, mas Aluizio tem voltado às atividades políticas, inclusive às articulações da sua pré-candidatura a deputado estadual. Assista o vídeo da entrevista no final da matéria.   ENTENDA O QUADRO A íngua é o inchaço dos linfonodos, pequenos órgãos do sistema linfático que atuam na defesa do organismo humano prod