Pular para o conteúdo principal

As eleições e os meus amigos!



"Senhores amigos-eleitores, não se escandalizem; o avião eleitoral já vai decolar. Em caso de problemas técnicos, temos duas saídas de emergência: abraçar o amigo ou declarar guerra aos queridos. No caso de falta de ar, máscaras de oxigênio cairão sobre vossas cabeças. Caso precisem de alguma coisa, alguns velhos amigos não poderão lhe ajudar, busque por novos. Tenham uma boa viagem."

Em ano de eleições é bastante comum um fenômeno social dá o ar de sua graça na sociedade, a “inimizade eleitoral”. Os discursos, outrora bem quistos, agora geram desconfiança, desorientação, e claro, muita fofoca.

Os amigos de longas datas viram inimigos de infância, quando o assunto é política. “Discordar” torna-se palavra “no grata” e senha de ativar bombas. Muitos se vêm no dilema dramático de expor ou não expor seus ideais. E aí a pergunta: Eu posso votar em quem eu quero?

Em época de democracia, ela parece estar tão invisível que há de duvidar de sua integridade. O sistema democrático brasileiro já não é mais confiável (se é que algum dia foi), hoje não passa mais de uma mera ilusão proposta pelas classes dominantes de espírito individualista, e com isso muitos vivem oprimidos e sufocados com a tarefa amarga de esconder seus sentimentos. “Que liberdade temos, que liberdade queremos”- confesso que ainda não sei!

Para os apaixonados pela leitura, tantos leitores, quanto jornalistas, a doce tarefa de escrever torna-se, em alguns casos, uma guerra declarada (quase um atentado ao pudor) contra àqueles que discordam de nossos meros textos, frases, citações, enfim, qualquer coisa escrita.

É fácil imaginar (e não entender) o porquê de após a publicação de um artigo na imprensa, o Joãozinho já evita os meus cumprimentos. Muitas vezes o que se escreve desagrada mais ao amigo-eleitor do que o próprio candidato.

Já perdi a conta de quantos afetos, viraram desafetos, e quantos amigos, tornaram-se inimigos. Se isso me dói?Até dói, mas não me mata. Afinal eu continuo escrevendo o que penso e acredito, e talvez eu não pare nunca. Foi a profissão que escolhi!

Quanto aos dissabores, Ah, os dissabores! Se não puderam respeitar minha humilde opinião e aceitar-me como sou, dificilmente eu voltarei a sentir falta de suas companhias.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PACIENTES E PROFISSIONAIS DA SAÚDE RELATAM COLAPSO NA UPA DE CHAPADINHA

Os últimos dias têm sido de exaustão para quem está trabalhando na linha de frente do combate à Covid em Chapadinha. Profissionais da UPA relatam que a unidade entrou em colapso, os leitos estão lotados, pacientes aguardando nos corredores e os funcionários se sentindo impotentes diante o quadro. “Imagina o que é você se doar, prestar um serviço, ver gente morrendo todo dia e as pessoas continuarem suas vidas aglomerando”, desabafou um deles em rede social. Com quadro reduzido de funcionários, os servidores buscam fazer o que é possível, mas as dificuldades estão aumentando num grau insuportável. Enquanto isso pipocam nas redes sociais fotos e vídeos de pacientes e acompanhantes denunciando os problemas que estão enfrentando, principalmente com falta de médicos para atender a demanda crescente. A escala publicada pela Prefeitura mostra o quanto tem sido exigido dos profissionais. Apenas um médico por dia, sendo ora Dr. Kingsley Ifly, que na mesma data atende no HAPA , ora o Dr. Felipe

DE CORPO PRESENTE: FLÁVIO DINO REBATE BELEZINHA SOBRE INVESTIMENTO EM SAÚDE E AINDA QUER ASSUMIR A UPA

Durante cerimônia de inauguração de asfalto aplicado no município com emendas da deputada Dra. Thaiza, o governador Flávio Dino respondeu os ataques que a prefeita Belezinha fez contra ele no início da semana. A gestora havia afirmado em pronunciamento oficial que ainda não teve ajuda do governo do estado para cuidar da Saúde em Chapadinha nos seus primeiros meses de administração. Relembre: No seu discurso, a deputada Thaiza já havia criticado a gestão municipal por Chapadinha ter tido o maior número de óbitos por Covid no estado, mas Belezinha tentou evitar polêmica. Tigrona na internet, ela virou tchuchuca na frente do governador falando até em parcerias do estado com o município através do vice-governador Carlos Brandão. Veja: Flávio Dino estranhou a diferença de comportamento do mundo virtual para o mundo real. “Há pessoas que se transformam na internet. Elas na nossa frente são pessoas de bom senso, mas quando chegam na internet se transformam e se danam a mentir”: Mais a

2022: NOVOS E ANTIGOS NOMES ARTICULAM CANDIDATURAS À ASSEMBLEIA LEGISLATIVA EM CHAPADINHA E REGIÃO

Políticos e jornalistas só pensam naquilo: a próxima eleição. Os mandatos dos prefeitos eleitos no ano passado mal começaram e os grupos políticos já se preparam para medir forças na disputa pelas cadeiras dos deputados estaduais do Maranhão. Vejamos a situação dos principais nomes olhando a briga: Aluizio Santos : O articulador político do governo municipal não esconde sua pretensão e usa a mini-prefeitura instalada no antigo comitê de Belezinha para preparar sua pré-candidatura. Principal liderança do PL na região, Aluizio conta com a simpatia do deputado federal Josimar de Maranhãozinho e, segundo seus aliados, de 80% do grupo da prefeita. Projeta-se que ele partiria, em Chapadinha, dos 12.400 votos que Belezinha teve em 2018. Karoll Pontes : Carismática, a primeira-filha também é cogitada para a disputa. Teria quase todas as vantagens de Aluizio, além da simpatia do eleitor evangélico e uma relação inquebrantável com a mãe prefeita. Filiada ao antigo PRB, é mais próxima ao vice