Pular para o conteúdo principal

O Atraso do Bom Coração




Depois de muita espera enfim uma explicação sobre o atraso de salário da época do ex-prefeito Isaías Fortes, aquele tempo em que os servidores municipais amargavam até 9 meses sem ver a cor do dinheiro. 

O esclarecimento chama atenção pelo argumento e pelo autor, o secretário-geral do SINDCHAP, que sempre reclama quanto lhe imputam partidarismo em favor do grupo de Isaías, mas costuma alternar ataques a Magno Bacelar e Danúbia Carneiro com avaliações ufanistas do cabedal de Isaías e suas pré-candidatas. 

As críticas à prefeita ou ao deputado, além de ser direito dele (ou de qualquer cidadão), é antes – tirante algum exagero verbal – um dever de líder sindical para com figuras públicas que muitas vezes merecem censura.

Embora conflitante com o reiterado apartidarismo, é igualmente legítimo expor preferências como essa: “o grupo de Isaías, tem como esperança recuperar o poderio através da sua pré candidata Dulcilene Pontes, empresária de grande sucesso, conhecida como BELEZINHA. Há 3 anos ela vem construindo uma base política  conquistando uma popularidade sem igual com o apoio do líder maior. Em Chapadinha a moda está pegando até mesmo nos cumprimentos: “ como está? Tudo BELEZINHA !!! Todos acreditam que nossa cidade será um canteiro de obras, uma verdadeira BELEZURA, unindo o desejo e a vontade de Isaías, qual futuro secretário de obra, comandado pela inteligência administrativa, mais que provada de Dulcilene”, analisou Enedilson. Um primor de imparcialidade, não?

Mas o representante classista se supera quando trata do período mais triste da história dos servidores e especula porque o ex-prefeito deixou de pagar os barnabés municipais. Vamos lá, diz ele: “grupo político, liderado por Isaías Fortes, há mais 10 anos foi penalizado pela falta de ordem administrativa que culminou em diversos processos de improbidade. No entanto esse líder nunca perdeu a sua simpatia para com o povo, por ser de uma natureza humilde e solidária com os mais carentes. Realizou inúmeras obras por todo o município e por querer ser bom demais atrapalhava aqueles que prestavam serviço público, atrasando salários e deixando para frente diversos processos de precatórios”, explicou o secretário da SINDCHAP. 

Notem! Por querer ser bom demais seu Isaías atrasou salários... Se foi isso mesmo, pergunto: e se o ex-prefeito quisesse ser ruim demais, o que teria feito com os funcionários além do que já sabemos que fez? As pré-candidatas do grupo teriam o coração menos bondoso que o supremo líder? Caso vençam as eleições e a eleita do grupo continuar eivada dos mesmos bons sentimentos, qual será a reação do SINDCHAP?  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PACIENTES E PROFISSIONAIS DA SAÚDE RELATAM COLAPSO NA UPA DE CHAPADINHA

Os últimos dias têm sido de exaustão para quem está trabalhando na linha de frente do combate à Covid em Chapadinha. Profissionais da UPA relatam que a unidade entrou em colapso, os leitos estão lotados, pacientes aguardando nos corredores e os funcionários se sentindo impotentes diante o quadro. “Imagina o que é você se doar, prestar um serviço, ver gente morrendo todo dia e as pessoas continuarem suas vidas aglomerando”, desabafou um deles em rede social. Com quadro reduzido de funcionários, os servidores buscam fazer o que é possível, mas as dificuldades estão aumentando num grau insuportável. Enquanto isso pipocam nas redes sociais fotos e vídeos de pacientes e acompanhantes denunciando os problemas que estão enfrentando, principalmente com falta de médicos para atender a demanda crescente. A escala publicada pela Prefeitura mostra o quanto tem sido exigido dos profissionais. Apenas um médico por dia, sendo ora Dr. Kingsley Ifly, que na mesma data atende no HAPA , ora o Dr. Felipe

DE CORPO PRESENTE: FLÁVIO DINO REBATE BELEZINHA SOBRE INVESTIMENTO EM SAÚDE E AINDA QUER ASSUMIR A UPA

Durante cerimônia de inauguração de asfalto aplicado no município com emendas da deputada Dra. Thaiza, o governador Flávio Dino respondeu os ataques que a prefeita Belezinha fez contra ele no início da semana. A gestora havia afirmado em pronunciamento oficial que ainda não teve ajuda do governo do estado para cuidar da Saúde em Chapadinha nos seus primeiros meses de administração. Relembre: No seu discurso, a deputada Thaiza já havia criticado a gestão municipal por Chapadinha ter tido o maior número de óbitos por Covid no estado, mas Belezinha tentou evitar polêmica. Tigrona na internet, ela virou tchuchuca na frente do governador falando até em parcerias do estado com o município através do vice-governador Carlos Brandão. Veja: Flávio Dino estranhou a diferença de comportamento do mundo virtual para o mundo real. “Há pessoas que se transformam na internet. Elas na nossa frente são pessoas de bom senso, mas quando chegam na internet se transformam e se danam a mentir”: Mais a

Secretariado sem Paulo Neto, Levi ou Josimar

Parece que Belezinha aprendeu com erros do passado e compôs uma equipe de secretários com pessoas da sua confiança nos postos mais importantes. Está de volta sua irmã Deusilene Pontes na Secretaria de Finanças e seu braço direito Aluísio Santos na Articulação Política. Desta vez ele não assumirá Obras para ficar mais livre na tarefa de viabilizar o próprio nome como pré-candidato a deputado estadual. Enquanto isso, nenhum nome anunciado como indicação do deputado Paulo Neto. Derrotado em Mata Roma e nos outros municípios da região, Paulo não terá vida fácil para conseguir espaço na única prefeitura onde ajudou a eleger uma aliada. Outro limado na composição do governo foi o vice-prefeito, ausente na cerimônia de nomeação dos secretários. Depois de tentar articular o nome da própria esposa para a presidência da Câmara e vê-la ficar fora da mesa diretora, Dr Levi não indicou uma pessoa para o primeiro escalão do governo. O único nome do PCdoB na equipe é a ex-vereadora Francisca Ag