Pular para o conteúdo principal

O Atraso do Bom Coração




Depois de muita espera enfim uma explicação sobre o atraso de salário da época do ex-prefeito Isaías Fortes, aquele tempo em que os servidores municipais amargavam até 9 meses sem ver a cor do dinheiro. 

O esclarecimento chama atenção pelo argumento e pelo autor, o secretário-geral do SINDCHAP, que sempre reclama quanto lhe imputam partidarismo em favor do grupo de Isaías, mas costuma alternar ataques a Magno Bacelar e Danúbia Carneiro com avaliações ufanistas do cabedal de Isaías e suas pré-candidatas. 

As críticas à prefeita ou ao deputado, além de ser direito dele (ou de qualquer cidadão), é antes – tirante algum exagero verbal – um dever de líder sindical para com figuras públicas que muitas vezes merecem censura.

Embora conflitante com o reiterado apartidarismo, é igualmente legítimo expor preferências como essa: “o grupo de Isaías, tem como esperança recuperar o poderio através da sua pré candidata Dulcilene Pontes, empresária de grande sucesso, conhecida como BELEZINHA. Há 3 anos ela vem construindo uma base política  conquistando uma popularidade sem igual com o apoio do líder maior. Em Chapadinha a moda está pegando até mesmo nos cumprimentos: “ como está? Tudo BELEZINHA !!! Todos acreditam que nossa cidade será um canteiro de obras, uma verdadeira BELEZURA, unindo o desejo e a vontade de Isaías, qual futuro secretário de obra, comandado pela inteligência administrativa, mais que provada de Dulcilene”, analisou Enedilson. Um primor de imparcialidade, não?

Mas o representante classista se supera quando trata do período mais triste da história dos servidores e especula porque o ex-prefeito deixou de pagar os barnabés municipais. Vamos lá, diz ele: “grupo político, liderado por Isaías Fortes, há mais 10 anos foi penalizado pela falta de ordem administrativa que culminou em diversos processos de improbidade. No entanto esse líder nunca perdeu a sua simpatia para com o povo, por ser de uma natureza humilde e solidária com os mais carentes. Realizou inúmeras obras por todo o município e por querer ser bom demais atrapalhava aqueles que prestavam serviço público, atrasando salários e deixando para frente diversos processos de precatórios”, explicou o secretário da SINDCHAP. 

Notem! Por querer ser bom demais seu Isaías atrasou salários... Se foi isso mesmo, pergunto: e se o ex-prefeito quisesse ser ruim demais, o que teria feito com os funcionários além do que já sabemos que fez? As pré-candidatas do grupo teriam o coração menos bondoso que o supremo líder? Caso vençam as eleições e a eleita do grupo continuar eivada dos mesmos bons sentimentos, qual será a reação do SINDCHAP?  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ALUIZIO SANTOS FALA SOBRE SUA SAÚDE

O secretário Aluizio Santos concedeu entrevista ao programa Alerta Geral, apresentado pelo jornalista Luis Carlos Jr. na rádio Cultura de Chapadinha, nesta manhã (10) e tratou do assunto que já estava dominando as rodas de conversa da política local: seu estado de saúde. Segundo o relato, desde o mês de junho ele estava acompanhando o aumento de dois linfonodos na sua virilha e decidiu, com a equipe de médicos que o acompanha em Chapadinha, pela remoção cirúrgica de ambos. O procedimento aconteceu no dia 25 de outubro e desde então ele ficou em repouso. O diagnóstico conclusivo sobre o tratamento de saúde ao qual ele precisará se submeter deverá ser apresentado em 10 dias, mas Aluizio tem voltado às atividades políticas, inclusive às articulações da sua pré-candidatura a deputado estadual. Assista o vídeo da entrevista no final da matéria.   ENTENDA O QUADRO A íngua é o inchaço dos linfonodos, pequenos órgãos do sistema linfático que atuam na defesa do organismo humano prod

BELEZINHA ASFALTOU ATÉ O CAMINHO PARA A REELEIÇÃO

Passada a eleição estadual, o único grupo vencedor em Chapadinha foi o que já ocupa a Prefeitura. O resto se dividiu entre sobreviventes, humilhados e aposentados. Após ter sido a candidata a deputada estadual mais votada da história do município em 2018, com 12.403 votos, Belezinha alargou o recorde com os 18.548 votos de Aluizio Santos, elegendo-o para o cargo e vendo os adversários absolutamente perdidos. Se na eleição anterior os demais grupos se dividiram em 8 candidaturas acima da faixa de 500 votos, somando 17.752, desta vez foram 11 candidaturas e apenas 15.109 votos. A pulverização e o desempenho fraco já demonstram que a oposição teria dificuldade de derrotar a prefeita mesmo se conseguisse uma improvável união para 2024. Entre os derrotados da eleição destacam-se os ex-prefeitos. Dr. Magno Bacelar passou pelo segundo constrangimento seguido (e desnecessário) sem conseguir mais do que 679 votos para Adriano Sarney e Isaías Fortes, que ficou aquém do prometido a Davi Bra

DE CORPO PRESENTE: FLÁVIO DINO REBATE BELEZINHA SOBRE INVESTIMENTO EM SAÚDE E AINDA QUER ASSUMIR A UPA

Durante cerimônia de inauguração de asfalto aplicado no município com emendas da deputada Dra. Thaiza, o governador Flávio Dino respondeu os ataques que a prefeita Belezinha fez contra ele no início da semana. A gestora havia afirmado em pronunciamento oficial que ainda não teve ajuda do governo do estado para cuidar da Saúde em Chapadinha nos seus primeiros meses de administração. Relembre: No seu discurso, a deputada Thaiza já havia criticado a gestão municipal por Chapadinha ter tido o maior número de óbitos por Covid no estado, mas Belezinha tentou evitar polêmica. Tigrona na internet, ela virou tchuchuca na frente do governador falando até em parcerias do estado com o município através do vice-governador Carlos Brandão. Veja: Flávio Dino estranhou a diferença de comportamento do mundo virtual para o mundo real. “Há pessoas que se transformam na internet. Elas na nossa frente são pessoas de bom senso, mas quando chegam na internet se transformam e se danam a mentir”: Mais a