Pular para o conteúdo principal

Visita ao vice-governador abre canais de diálogo da Semas com o governo do estado

Vice-governador do estado, Washington Luiz
Os secretários municipais de Assistência Social, Eduardo Braga, e de Trabalho, Zezinho Lima, estiveram em São Luís nos últimos dias e realizaram uma série de reuniões com autoridades do governo do estado.

O périplo começou pelo gabinete do vice-governador, Washington Luiz, para uma visita de cortesia que acabou desembocando numa longa conversa sobre a política chapadinhense, que o vice-governador faz questão de acompanhar e aconselhar os petistas da cidade. "Vocês entraram no governo municipal já na metade do mandato da prefeita Danúbia e terão pouco tempo para mostrar serviço. Podem contar comigo para ajudar naquilo que for possível", garantiu. Washington Luiz confirmou ainda presença no aniversário da cidade, no próximo dia 29 de março, quando deverá receber o título de cidadão chapadinhense.

Secretário estadual do Trabalho, Zé Antônio Heluy
Outro visitado foi o secretário estadual de Trabalho e Renda, Zé Antônio Heluy. Durante a conversa, os secretários municipais convidaram Zé Antônio para também prestigiar o aniversário de Chapadinha, dia no qual será inaugurada oficialmente agência do Sine (Sistema Nacional de Emprego). "O pleno funcionamento desta agência é uma das prioridades da nossa secretaria", disse confirmando presença. Ainda foi tratado de novas vagas do programa "Meu Primeiro Emprego" para Chapadinha e formas de trazer o programa "Próximo Passo" em parceira com a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, outra também visitada durante a viagem.

Mariana Nascimento, Economia
Solidária e Combate ao Trabalho Escravo
Outra reunião foi realizada com a responsável pela Economia Solidária e Combate ao Trabalho Escravo no governo estadual, Mariana Nascimento. Uma das suas metas centrais é a criação de um Centro de Referência da Economia Solidária, onde seria garantida a compra e venda de produtos da economia solidária durante todo o ano. A medida, segundo Mariana Nascimento, beneficiaria Chapadinha. "Conheço bem o município de Chapadinha e sei que há vários pequenos produtores da economia solidária que encontraram neste Centro de Referência um meio de fortalecer sua produção e suas vendas", garantiu. 

Os secretários encontraram ainda os secretários adjuntos de Educação Virna Teixeira e Fernando Silva.


Viagem marcada
Eduardo Braga e Washington Luiz, parceira
pelos Objetivos do Milênio

O secretário municipal de Assistência Social, Eduardo Braga, recebeu das mãos do vice-governador o material sobre "8 jeitos de mudar o mundo" dos Objetivos do Milênio (ODM) e, seguindo sua orientação, decidiu abraçar a causa. Eduardo foi convidado a participar de uma reunião com prefeitos e secretários envolvidos com o ODM no estado na próxima quinta-feira, em São Luís, e seguir com a comitiva do vice-governador na sexta-feira até Zé Doca para trocar experiências com outros municípios. 

Mais informações sobre "Os Objetivos do Milênio" aqui.

Comentários

Anônimo disse…
Companheiro Braga, por caridade e temor a DEUS lhe peço humildemente que me mande por e-mail aquelas fotos de campanha do Deputado Monteiro, de Impertariz a Alto Alegre do Pindaré.

Muito grato;

LUIS PAULO HOLANDA

luispaulo.hollanda@hotmail.com

Postagens mais visitadas deste blog

O que não te disseram sobre a "farra dos contracheques"

Enquanto a gritaria tomava conta das redes sociais, me dediquei a estudar a folha de pagamento da Prefeitura de Chapadinha e verifiquei alguns dados que precisam ser esclarecidos.
Primeiro, nenhum vigia “recebe” R$ 6 mil. O presente do indicativo é usado para demonstrar ação continuada. E o vigia Marcelo Costa Abreu, segundo este mesmo Portal da Transparência que serve de fonte para pinçar informações pela metade e causar alvoroço, tem um salário de R$ 1.247,50. Nos meses de Setembro e Outubro ele recebeu gratificações para compensar outros serviços que ele teria prestado à administração municipal, segundo relato dele mesmo em áudio que circula nos grupos de WhatsApp.
A realização destes trabalhos deve ser atestada, mas essa checagem desmonta a tese segunda qual ele receberia um grande salário para dividir com um ex-prefeito e um vereador.
Outro dado que tem aparecido de maneira muito distorcida é a lotação de todos os servidores como funcionários do gabinete do prefeito. Na verdade…

PRIMEIRA CHAPA CONFIRMADA: HIGOR E MARCELO MARINHEIRO

Nem o isolamento social imposto pela pandemia de Covid-19 freou as articulações políticas. Respeitando as restrições e orientações da Organização Mundial da Saúde, o empresário Higor da Universidade Infantil e o vereador Marcelo Marinheiro se encontraram na manhã desta segunda-feira (30) e definiram que formarão chapa visando as pré-candidaturas a prefeito e vice-prefeito de Chapadinha nas eleições de 2020.
Em contato com o Blog do Braga, a dupla afirmou que já vinha conversando nas últimas semanas e que tomaram a decisão após análise das últimas pesquisas de intenção de voto, que indicariam a viabilidade da composição.
Em meio às incertezas jurídicas de outros concorrentes, Chapadinha ganha a primeira chapa 100% definida e ficha-limpa para as próximas eleições. Após o término do período de isolamento social proposto pela OMS os pré-candidatos informarão o calendário de eventos destinados à propagação das suas plataformas políticas.
“Por enquanto, nos cabe apenas desejar a todos mui…

Uma decisão que não se sustenta

Há tempos o município dava sinais de que conseguiria manter o calendário de pagamento dos servidores públicos de acordo com a promessa de campanha do prefeito Magno Bacelar, com 10 dias dentro do mês trabalho. Ontem a Prefeitura anunciou que todos os servidores receberão no limite previsto em lei e as reações foram instantâneas.
Até a aliada presidente da Câmara, professora Vera, já se pronunciou duramente repudiando a decisão do prefeito. “Não vejo justificativa para a medida da Prefeitura de transferir os pagamentos para o 5º dia útil do mês subsequente”, declarou em redes sociais.
Apesar de não haver ilegalidade no anúncio, algumas considerações precisam ser feitas. A primeira, e mais importante neste momento de pandemia, é que nunca foi tão necessário escalonar o pagamento. Para evitar aglomerações ainda maiores nas agências bancárias, os servidores de diferentes órgãos deveriam receber em dias alternados.
Em segundo lugar, a crise econômica agravada pela pandemia de Covid-19 po…