Pular para o conteúdo principal

Vice-governador entrega Plano de Formação Profissional a Dilma Rousseff

Presidenta Dilma participou da reunião

Com a meta de qualificar mais de 90 mil pessoas até 2014, o Governo do Estado executará o Plano Integrado de Educação Profissional do Maranhão, que demandará investimentos de aproximadamente R$ 780 milhões. O audacioso programa de formação de mão de obra foi apresentado, nesta segunda-feira (21), pelo vice-governador Washington Luiz Oliveira à presidenta Dilma Rousseff, durante ao XII Fórum de Governadores do Nordeste, que acontece no município de Barra dos Coqueiros, em Sergipe.

No início do discurso, ao cumprimentar todos os chefes de Executivo do Nordeste, Dilma Rousseff lamentou a ausência da governadora Roseana Sarney. Por intermédio do vice, transmitiu o desejo de que Roseana tenha a saúde restabelecida o mais rápido possível. Washington Luiz agradeceu a preocupação de todos. “A governadora pediu-me para representá-la e deixar o seu abraço a todos os senhores governadores e, em especial, à presidenta Dilma Rousseff”.

Ao entregar o Plano Integrado de Educação Profissional do Maranhão à Dilma Rousseff, em nome da governadora Roseana Sarney, o vice-governador solicitou o apoio financeiro do Governo Federal para a implementação do Plano.

“Mostramos à presidenta a importância desse plano e a preocupação do governo em superar esse grande desafio, que é a formar mão de obra para atender à demanda de geração de emprego decorrente dos investimentos em andamento e já previstos no estado”, assinalou Washington Luiz.

Plano

À presidenta e aos demais governadores do Nordeste, Washington Luiz reforçou a necessidade da execução desse Plano de Formação Profissional, tendo em vista o Maranhão reunir um portfólio de investimentos públicos e privados superior a R$ 100 bilhões em projetos industriais e de infraestrutura para os próximos cinco anos.

Entre os grandes projetos citados pelo vice-governador destaque para a Refinaria Premium I, investimento de R$ 40 bilhões que está sendo construída pela Petrobras no município de Bacabeira, com capacidade para refinar 600 mil barris de petróleo; a construção do Píer IV em São Luís e a duplicação da Estrada de Ferro Carajás (EFC), com investimentos totais de R$ 12,5 bilhões no Maranhão e no Pará; a planta da Suzano Papel e Celulose em Imperatriz; a Hidrelétrica de Estreito; e as termelétricas da MPX Itaqui, obra de R$ 1,8 bilhão, em construção em São Luís, e Gera Maranhão, no município de Miranda do Norte, já inaugurada; além da exploração de gás pela OGX em Capinzal do Norte e Santo Antonio dos Lopes.

Esses e outros investimentos estruturantes deverão gerar aproximadamente 240 mil empregos diretos e indiretos no Maranhão. “Fizemos uma comparação entre a demanda por mão de obra qualificada e a oferta atual e concluímos que será necessário treinar mais 90 mil trabalhadores nos próximos quatro anos”, observou o vice-governador.

Para atender a esse enorme desafio de qualificação para que os postos de trabalho sejam ocupados por maranhenses, é que o Governo do Estado executará esse Plano, que engloba desde a educação formal, passando pelo ensino médio, ensino profissionalizante, até o apoio às iniciativas de capacitação empresarial. É um programa com horizonte de duração de quatro anos no qual se integram e se articulam os esforços de diversos órgãos e instituições.

Além de mão de obra, o Plano prevê a formação de docentes, com o fortalecimento da estrutura física da rede de educação formal e do sistema de ciência tecnologia e inovação.

A primeira fase do Plano, que será executado no primeiro semestre deste ano, prevê o envolvendo 20 municípios, coincidentes com os locais dos novos investimentos e/ou com maiores Índices de Desenvolvimento Municipal (IDM) e de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Nesta etapa, os cursos contemplarão os níveis de educação inicial e continuada, técnica, além de programas voltados para inclusão digital e reforço escolar (aumento e melhoria da escolaridade formal).

Na fase II, que terá início em 2012 e vai durar até 2014, as ações do Plano alcançarão 64 municípios, com a oferta de cursos da primeira fase, acrescidos de educação empreendedora e educação superior de curta duração (tecnólogo).

Desafio

Além da questão de qualificação de mão de obra, outro desafio a ser equacionado, decorrente do impacto desses investimentos no estado, é a concretização de projetos estruturadores, sendo boa parte deles prevista no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Entre os quais, a ampliação e modernização do Porto do Itaqui, o ramal ferroviário da Norte Sul Estreito-Balsas e rodovias.

Washington Luiz ressaltou que a concretização de todos esses projetos colocará o Maranhão num patamar privilegiado. Ele chamou a atenção da presidenta Dilma e dos governadores para o fato de que a economia do Maranhão está crescendo dois dígitos percentuais por ano como resultado de investimentos já confirmados e de seus desdobramentos nas áreas de infraestrutura, educação, saúde, segurança, saneamento, transporte e habitação.

“Ocorre que o crescimento esperado é grande demais para que o estado faça frente ao aumento na demanda por serviços públicos. Precisaremos de auxílio federal maciço e rápido”, constatou Washington Luiz.

Fonte: Secom

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que não te disseram sobre a "farra dos contracheques"

Enquanto a gritaria tomava conta das redes sociais, me dediquei a estudar a folha de pagamento da Prefeitura de Chapadinha e verifiquei alguns dados que precisam ser esclarecidos.
Primeiro, nenhum vigia “recebe” R$ 6 mil. O presente do indicativo é usado para demonstrar ação continuada. E o vigia Marcelo Costa Abreu, segundo este mesmo Portal da Transparência que serve de fonte para pinçar informações pela metade e causar alvoroço, tem um salário de R$ 1.247,50. Nos meses de Setembro e Outubro ele recebeu gratificações para compensar outros serviços que ele teria prestado à administração municipal, segundo relato dele mesmo em áudio que circula nos grupos de WhatsApp.
A realização destes trabalhos deve ser atestada, mas essa checagem desmonta a tese segunda qual ele receberia um grande salário para dividir com um ex-prefeito e um vereador.
Outro dado que tem aparecido de maneira muito distorcida é a lotação de todos os servidores como funcionários do gabinete do prefeito. Na verdade…

EM PRIMEIRA MÃO: EX-PREFEITA PERDE O MANDATO DE DEPUTADA

Durou pouco a passagem da ex-prefeita Ducilene Belezinha (PL) na Assembleia Legislativa do Maranhão. Ela havia sido empossada no cargo de deputada estadual no mês passado devendo favor ao deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) que determinou que a esposa, Detinha (PL), saísse de licença. Ocorre que Belezinha foi apenas a quinta suplente da coligação, e sua a posse dependeu do falecimento de um deputado e a nomeação de três parlamentares no secretariado do governador Flávio Dino, mas um deles voltou ontem (6) para o legislativo, aliás, uma secretária: Ana do Gás (PCdoB).
Parlamentar com votação expressiva em Chapadinha na eleição de 2014, quando teve o apoio do hoje prefeito Magno Bacelar, a comunista ocupava a Secretaria de Estado da Mulher, mas decidiu reassumir o mandato de deputada levando a ex-prefeita de volta à condição de suplente.Festejado com carreata organizada por seus apoiadores com pouquíssima participação popular, o mandato de Belezinha na Assembleia durou 13 dias.…

ORINALDO ANUNCIA ROMPIMENTO COM MAGNO E APOIO A HIGOR ALMEIDA

O ex-vereador Orinaldo Araújo, esposo da vereadora Missecley, gravou hoje mensagem para anunciar seu desligamento do grupo político do prefeito Magno Bacelar.Ao lado de três dos seus quatro filhos Orinaldo afirmou que ainda não conversou com o Higor Almeida, mas apoiará sua candidatura. “É o que candidato que representa realmente aquilo que a gente pensa, aquilo que a gente quer pro nosso município”, afirmou.Havia chamado a atenção do meio político as ausências de Orinaldo e Missecley do primeiro comício de campanha do prefeito, realizado no bairro em que eles moram e têm forte base eleitoral.A insegurança jurídica da candidatura do prefeito e o forte desgaste apresentado nas pesquisas de opinião devem gerar novas adesões nos próximos dias.