Pular para o conteúdo principal

A falta de responsabilidade dos futuros ex-petistas

Foto: Felipe Klamt
A banda do PT maranhense que é guiada pelo deputado federal Domingos Dutra reuniu-se durante o fim de semana e destilou toda sua falta de responsabilidade com o partido antes mesmo da reunião extraordinária da Executiva Estadual realizada nesta segunda-feira.

A Executiva decidiu o óbvio. A bancada do partido não pode compor um bloco parlamentar com partidos de oposição ao governo do qual faz parte. Para o mensageiro Franklin Douglas isto é amordaçar a bancada. O que diz o Estatuto: "o Partido concebe o mandato como partidário, e os integrantes das Bancadas nas Casas Legislativas deverão subordinar sua ação parlamentar aos princípios doutrinários e programáticos, às deliberações e diretrizes estabelecidas pelas instâncias de direção partidária, na forma deste Estatuto".

Bravatas a parte, os que emplumados decidiram objetivamente foi pedir a expulsão do secretário-geral do partido, Fernando Magalhães, e defender a criação da CPI da Fapema.

Fernando Magalhães é um homem sério e histórico militante do partido. Não há razão para expulsá-lo, senão a disputa interna, mas para eles vale a pena fazer o partido sangrar publicamente em nome de tentar ser maioria na marra.

Os que deveriam ser "convidados a se retirar" são aqueles que há muito usam e abusam da infidelidade partidária. E se quiserem levar seus mandatos isto não seria empecilho.



Ou vai, ou racha (e vai rachar)

O texto de Franklin Douglas termina com uma mensagem de Márcio Jardim: a guerra interna do PT-MA terminará sem feridos. Haverá apenas vivos e mortos.

Não, não vou distorcer o que Jardim falou pra dizer que ele ameaçou fisicamente os que permanecerem em linha política contrária. O que o eterno jovem disse é apenas o que todos sabem. Eles vão estrebuchar o quanto puderem e quando forem derrotados em definitivo (mortos politicamente) deixarão a legenda.

Comentários

Anônimo disse…
É uma iluzao pensar que Washington Luís e sua turma comandam o PT. Se comandassem não teriam perdido o Encontro Estadual em 2010 para Flavio Dino. O PT só está com Roseana porque o Diretório Nacional forçou. Agora vai ser diferente. Já está provado que Roseana só usou o PT e agora humilha o partido e reduz a míseros espaços (só enganação). A militancia vai se revoltar e voçês verão o PT resgatar sua historia no Maranhão e e enfrentar essa oligarquia Sarney. Serão milhares de militantes em todo o Estado, que irão declarar guerra a essa Oligarquia. Voçês vão ver a força desse movimento partidario. Pode ir Bira do Pindaré, faça oposição sem medo que os filiados não deixarão eles te perseguirem. Roseana comprou a turma do Washington, mas a militancia do PT no Maranhão, Sarney não compra. Washington Luís não tem respaldo na militância, somente comanda um uma meia duzia de corruptos. A onda vermelha vem ai, se preparem. COLETIVO RESISTENCIA PETISTA

Postagens mais visitadas deste blog

DE NOVO: BELEZINHA TENTA COMPRAR CANDIDATO A VEREADOR E É DENUNCIADA À POLÍCIA

Dinheiro entregue à Polícia Festejada nas redes sociais pela ex-prefeita Belezinha e seus partidários, a adesão do candidato a vereador Lucídio se revelou mais um escândalo que abuso de poder econômico. Anúncio de adesão pela manhã Horas depois do anúncio, Lucídio registrou Boletim de Ocorrência acusando a coligação adversária de lhe ter entregado R$ 5 mil para ele se deixar fotografar ao lado da candidata e apoiá-la. Ao registrar o BO, o candidato apresentou aos policiais o valor que lhe foi entregue, e áudios das conversas entre ele e intermediários da ex-prefeita. Num deles o conhecimento da candidata sobre as negociações é confirmado. A versão foi confirmada por uma testemunha que presenciou a entrega do dinheiro. Após perícias as provas deverão ser encaminhadas para o Ministério Público Eleitoral e nova denúncia de abuso de poder econômico deve ser apresentada contra a candidata. Denúncia feita à tarde Belezinha responde no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ação semelhante p

EM PRIMEIRA MÃO: EX-PREFEITA PERDE O MANDATO DE DEPUTADA

Durou pouco a passagem da ex-prefeita Ducilene Belezinha (PL) na Assembleia Legislativa do Maranhão. Ela havia sido empossada no cargo de deputada estadual no mês passado devendo favor ao deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) que determinou que a esposa, Detinha (PL), saísse de licença. Ocorre que Belezinha foi apenas a quinta suplente da coligação, e sua a posse dependeu do falecimento de um deputado e a nomeação de três parlamentares no secretariado do governador Flávio Dino, mas um deles voltou ontem (6) para o legislativo, aliás, uma secretária: Ana do Gás (PCdoB). Parlamentar com votação expressiva em Chapadinha na eleição de 2014, quando teve o apoio do hoje prefeito Magno Bacelar, a comunista ocupava a Secretaria de Estado da Mulher, mas decidiu reassumir o mandato de deputada levando a ex-prefeita de volta à condição de suplente. Festejado com carreata organizada por seus apoiadores com pouquíssima participação popular, o mandato de Belezinha na Assembleia durou 13 dia

ORINALDO ANUNCIA ROMPIMENTO COM MAGNO E APOIO A HIGOR ALMEIDA

O ex-vereador Orinaldo Araújo, esposo da vereadora Missecley, gravou hoje mensagem para anunciar seu desligamento do grupo político do prefeito Magno Bacelar. Ao lado de três dos seus quatro filhos Orinaldo afirmou que ainda não conversou com o Higor Almeida, mas apoiará sua candidatura. “É o que candidato que representa realmente aquilo que a gente pensa, aquilo que a gente quer pro nosso município”, afirmou. Havia chamado a atenção do meio político as ausências de Orinaldo e Missecley do primeiro comício de campanha do prefeito, realizado no bairro em que eles moram e têm forte base eleitoral. A insegurança jurídica da candidatura do prefeito e o forte desgaste apresentado nas pesquisas de opinião devem gerar novas adesões nos próximos dias.