Pular para o conteúdo principal

Diretórios do PT do Baixo Parnaíba discutem regionalização

Diretórios se reuniram para trocar experiências
Representantes dos Diretórios Municipais do PT de Chapadinha, Anapurus, Araioses, Belágua, Brejo, Buriti, Magalhães de Almeida, Mata Roma, Nina Rodrigues, São Bernardo e Tutóia se reuniram no último sábado em Brejo para debater a organização do PT na região do Baixo Parnaíba. 

O encontro, que durou todo o sábado, contou com a participação dos prefeitos de Belágua e de Brejo, o anfitrião Zé Farias. O evento ainda foi prestigiado pelo vice-governador, Washington Luiz, pelo líder caxiense e tesoureiro do diretório estadual, Mundico Teixeira, e pela secretária-adjunta de Educação do estado, Virna Teixeira.

Durante a manhã foi feita uma avaliação do partido em cada município e das administrações petistas na região. Apesar das dificuldades enfrentadas por ambos gestores municipais frente às prefeituras de Brejo e Belágua, a expectativa é de grande projetos serem postos em prática na segunda metade do mandato. Só em Brejo o prefeito quer entregar à comunidade até o final do mandato 10km de asfalto, três pontes de concreto, uma nova avenida com calçadão, quase 1 milhão de telhas, cinco escolas 100 casas pelo projeto "Minha Casa, Minha Vida". 

A grande dificuldade encontrada hoje é dar visibilidade a todas essas conquistas. "Nós temos tido grandes conquistas, mas pecamos em não conseguir divulgar tanto aquilo que estamos fazendo. Estamos construindo toda a rede de saneamento básico da nossa cidade, mas se não divulgarmos ninguém verá", afirmou o prefeito Zé Farias.

Eduardo Braga acompanhando os debates
Depois deste primeiro momento, organizou-me uma mesa de avaliação das conjunturas nacional e estadual. "Estamos vivendo um grande momento em âmbito nacional e nos fortalecendo a nível de estado, mas este fortalecimento não terá sentido se não o enraizarmos no municípios", disse eu, que coordenava esta mesa. 

Mais a frente continuei. Há duas grandes questões de nível nacional que devemos debater em 2011: as propostas de reforma política e o julgamento do caso do 'valerioduto' no Supremo Tribunal Federal. Na primeira porque há propostas que são verdadeiros golpes contra a democracia representativa, como o tal "distritão", e o segundo porque não podemos recuar no debate sob pena de darmos espaço para a direita nos atacar ainda mais, como tentam fazer agora com o nosso companheiro Raimundo Monteiro", concluí.

Washington Luiz: "Precisamos resguardar
o nosso partido."
O vice-governador,Washington Luiz, vê o surgimento de um novo momento para o PT maranhense. "Precisamos atentar para essa nova fase que estamos vivendo no partido. Agora estamos vivendo o ciclo em que governamos o Brasil. Agora temos outras complicações, que são as de governar o país. Aqui no maranhão estamos apontando o governo do estado. Precisamos continuar fazendo essas reuniões regionais. Isso ajuda a manter o partido vivo. Já começou o processo de eleição pra 2012. Precisamos crescer no Baixo Parnaíba, eleger mais prefeitos e mais vereadores. É bom demais fazer aliança, agora é preciso resguardarmos o nosso partido. Precisamos ser criteriosos nas coligações em 2012.", orientou. Washington defendeu ainda a organização de diferentes setores do partido. "As mulheres do Baixo Parnaíba, precisam se organizar mais. Bem como a juventude. Nós do PT estamos ajudando a construir o  estado que todos nós sonhamos", disse.

Durante a tarde, os presentes discutiram a tática que o partido deve adotar em 2012 para aumentar sua representação nos municípios da região. "Devemos reeleger nossos dois prefeitos, eleger pelo menos mais dois e aumentar o nosso número de vereadores, a começar por Chapadinha, que é o maior município da região", defendeu o presidente em exercício do diretório municipal chapadinhense, Zezinho Lima. 

Mariana Nascimento: DE deve
acompanhar os municípios
A dirigente estadual Mariana Nascimento defendeu que o processo eleitoral de cada município seja acompanhando pelo diretório estadual. "vale lembrar que tivemos vários tropeços ao longo da historia em função do tempo. É importante o D E observar essa situação pra não corrermos o risco de cometermos os erros do passado," alertou.

Foram ainda discutidos os ataques contra o presidente do Diretório Estadual, Raimundo Monteiro, e aprovada um moção de apoio, confiança e solidariedade ao companheiro. Leia a íntegra aqui.


De volta

Depois de ter conversado com os dirigentes estaduais presentes ao Encontro do PT do Baixo Parnaíba,  o presidente em exercício do PT Chapadinhense, Zezinho Lima, entrou em contato com o Blogue e informou que reunirá o partido na próxima quinta-feira para avaliar os primeiros momentos da legenda no governo Danúbia Carneiro. "O debate é um processo contínuo. Temos que discutir como contribuir da melhor forma com o governo e como garantir que todos os acordos feitos sejam cumpridos", avisou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DE NOVO: BELEZINHA TENTA COMPRAR CANDIDATO A VEREADOR E É DENUNCIADA À POLÍCIA

Dinheiro entregue à Polícia Festejada nas redes sociais pela ex-prefeita Belezinha e seus partidários, a adesão do candidato a vereador Lucídio se revelou mais um escândalo que abuso de poder econômico. Anúncio de adesão pela manhã Horas depois do anúncio, Lucídio registrou Boletim de Ocorrência acusando a coligação adversária de lhe ter entregado R$ 5 mil para ele se deixar fotografar ao lado da candidata e apoiá-la. Ao registrar o BO, o candidato apresentou aos policiais o valor que lhe foi entregue, e áudios das conversas entre ele e intermediários da ex-prefeita. Num deles o conhecimento da candidata sobre as negociações é confirmado. A versão foi confirmada por uma testemunha que presenciou a entrega do dinheiro. Após perícias as provas deverão ser encaminhadas para o Ministério Público Eleitoral e nova denúncia de abuso de poder econômico deve ser apresentada contra a candidata. Denúncia feita à tarde Belezinha responde no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ação semelhante p

O que não te disseram sobre a "farra dos contracheques"

Enquanto a gritaria tomava conta das redes sociais, me dediquei a estudar a folha de pagamento da Prefeitura de Chapadinha e verifiquei alguns dados que precisam ser esclarecidos. Primeiro, nenhum vigia “recebe” R$ 6 mil. O presente do indicativo é usado para demonstrar ação continuada. E o vigia Marcelo Costa Abreu, segundo este mesmo Portal da Transparência que serve de fonte para pinçar informações pela metade e causar alvoroço, tem um salário de R$ 1.247,50. Nos meses de Setembro e Outubro ele recebeu gratificações para compensar outros serviços que ele teria prestado à administração municipal, segundo relato dele mesmo em áudio que circula nos grupos de WhatsApp. A tese de "rachadinha" cai por terra A realização destes trabalhos deve ser atestada, mas essa checagem desmonta a tese segunda qual ele receberia um grande salário para dividir com um ex-prefeito e um vereador. Outro dado que tem aparecido de maneira muito distorcida é a lotação de todos os

EM PRIMEIRA MÃO: EX-PREFEITA PERDE O MANDATO DE DEPUTADA

Durou pouco a passagem da ex-prefeita Ducilene Belezinha (PL) na Assembleia Legislativa do Maranhão. Ela havia sido empossada no cargo de deputada estadual no mês passado devendo favor ao deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) que determinou que a esposa, Detinha (PL), saísse de licença. Ocorre que Belezinha foi apenas a quinta suplente da coligação, e sua a posse dependeu do falecimento de um deputado e a nomeação de três parlamentares no secretariado do governador Flávio Dino, mas um deles voltou ontem (6) para o legislativo, aliás, uma secretária: Ana do Gás (PCdoB). Parlamentar com votação expressiva em Chapadinha na eleição de 2014, quando teve o apoio do hoje prefeito Magno Bacelar, a comunista ocupava a Secretaria de Estado da Mulher, mas decidiu reassumir o mandato de deputada levando a ex-prefeita de volta à condição de suplente. Festejado com carreata organizada por seus apoiadores com pouquíssima participação popular, o mandato de Belezinha na Assembleia durou 13 dia