Pular para o conteúdo principal

PT de Chapadinha discute convite de Danúbia com dirigentes estaduais

Washington Luiz e Zé Antônio Heluy com petistas do Baixo Parnaíba

As recentes mudanças no governo Danúbia Carneiro parecem que são para valer. Além das alterações em secretarias, departamentos e direções, a prefeita voltou a externar o desejo de contar com o Partido dos Trabalhadores em postos de destaque da administração municipal durante conversa com membros da direção executiva da legenda em Chapadinha.


A conversa, também relatada pelo professor Jânio Ayres, foi motivada pela necessidade de parceria entre os governos estadual e municipal para a manutenção da agência do Sine (Sistema Nacional de Empregos) em Chapadinha, mas tratou também de questões políticas do município. 

Neste ponto, acompanhada pelo ex-prefeito e deputado estadual eleito Magno Bacelar, Danúbia lembrou da que, além a força que o partido já tem em âmbito federal e estadual, também deve crescer na região e e que seu governo está de portas abertas para quadros do partido assumirem cargos que possibilitem a aplicação de políticas públicas características do modo petista de governar. 

Depois de um longo debate sobre a atual situação da cidade, os petistas presentes fizeram vários pedidos à prefeita relacionados à organização e a transparência da administração municipal, que foram todos aceitos pela prefeita, e, numa reunião em separado, avaliaram que o diálogo deveria ser mantido e levado a conhecimento da direção estadual da legenda. 

Com este objetivo foi enviada no início da semana uma comitiva de dirigentes do PT chapadinhense a São Luís. A comitiva tratou do assunto com o vice-governador do estado, Washington Luiz, e o secretário de Trabalho, Zé Antônio Heluy, acompanhada de militantes de outros municípios do Baixo Parnaíba, já que o que ocorre em Chapadinha tem reflexos em toda a região.

Petistas relataram ao vice-governador últimos fatos políticos de Chapadinha

Os militantes de Chapadinha informaram ao vice-governador sobre as últimas conversas no município e lembraram a inviabilidade de uma aliança do partido com o grupo do ex-prefeito Isaías Fortes,  pela forma com que a legenda e os movimentos sociais eram tratados pela prefeitura na época de seus governos.


O vice-governador relatou aos presentes a conversa que tivera com a prefeita e o deputado estadual eleito na semana passada. Nesta conversa, segundo Washington, os dois já haviam falado sobre o desejo de aproximação com o PT e afirmou que veria com bons olhos a aliança, desde fosse respeitada a pauta reivindicada pelos petistas na reunião com a prefeita. "Temos ótimos quadros em Chapadinha e dentro da atual circunstância política do município, essa aliança representaria uma grande oportunidade de fortalecimento do partido", afirmou.

O secretário de Trabalho, Zé Antônio Heluy, aconselhou seus companheiros a se manterem fiéis à linha política do partido. "Quando eu declarei voto em Roseana em 2006 fui criticado por muitos, mas o tempo mostrou que eu estava certo. Vocês também não podem deixar de tomar a decisão certa porque irão desagradar este ou aquele", advertiu.

Raimundo Monteiro: "PT e PMDB buscarão alianças em 2012"

No dia seguinte foi a vez dos dirigentes de Chapadinha ouvirem o presidente do diretório estadual, Raimundo Monteiro, sobre o assunto. Para Monteiro, o processo de fortalecimento do partido no estado só tem sentido se for enraizado nos municípios. "Nós temos que considerar que o PMDB é o nosso maior aliado no país, no estado e é um dos principais partidos que apoiam a prefeita Danúbia Carneiro. Uma aliança com este grupo nada mais seria do que seguir a orientação nacional do partido", lembrou. 


Ainda sem decisão tomada, o partido voltará a discutir o tema na sua base, reunirá o diretório municipal e dará uma resposta ao convite da prefeita até o dia 26.

Comentários

Professor Jânio disse…
Sr. Eduardo Braga,

sou o professor Jânio e venho aqui retificar alguns pontos.

O PT municipal não fechou as portas de diálogo com a senhora Dulcilene (Belezinha) e sr. Erik Marinho, ou qualquer outra liderança política de nosso município.
Na verdade, o fato do desgaste da relação entre o PT e o grupo político de sr. Isaías constitui-se um ponto de discussão, mas não de impossibilidade de coligação.
Contudo, houve a indicação de maior viabilidade histórica por parte das lideranças estaduais no sentido da aproximação com o governo de Danúbia. Contudo, a decisão, ao meu ver, está muito próxima de ocorrer.

O sr. Alexandre Pinheiro publicou em seu blog (http://alexandre-pinheiro.blogspot.com/2011/01/pt-o-elefante-e-o-mosquito.html) sobre o PT: "Agora, deixando alguns com o pé atrás, abre diálogo público com Magno e Danúbia".
Na verdade, foram Magno e Danúbia que propuzeram um diálogo político com o PT. Este, por sua vez, instigou o debate apenas para discutir a situação do SINE em Chapadinha.
Quem são esses que Alexandre citou com o "pé atrás"? O sr. Alexandre é do PT? Sequer esteve participando dos debates.
Outra coisa, Alexandre afirmou, ainda, que o PT abriu "diálogo público". Ao que me consta, não há qualquer formalizção entre o Partido dos Trabalhadores e o grupo político da senhora prefeita quanto à temática política. Inclusive, a senhora prefeita e sr. Magno é que procuraram o sr. vice-governador para tratar do assunto, conforme informações de seu blog (http://luizeduardobraga.blogspot.com/2011/01/danubia-e-magno-cortejam-pt-e-vice.html). Não podemos ser apontados como pedintes do governo de Danúbia.
O debate é delicado e envolve questões estaduais e nacionais, inclusive de fortalecimento de vínculos do grupo político com a vice-governadoria e com a própria governadora.
A senhora Danúbia e o sr. Magno não podem achar que estão tratando simplesmente com o PT de Chapadinha. Por outro lado, se lhes é alheio o fato de que Alexandre pode estar publicando informações sem a sua anuência, que venham a esclarecer isso publicamente, ou o debate poderá vir a estar comprometido.

Obrigado.

Postagens mais visitadas deste blog

DE NOVO: BELEZINHA TENTA COMPRAR CANDIDATO A VEREADOR E É DENUNCIADA À POLÍCIA

Dinheiro entregue à Polícia Festejada nas redes sociais pela ex-prefeita Belezinha e seus partidários, a adesão do candidato a vereador Lucídio se revelou mais um escândalo que abuso de poder econômico. Anúncio de adesão pela manhã Horas depois do anúncio, Lucídio registrou Boletim de Ocorrência acusando a coligação adversária de lhe ter entregado R$ 5 mil para ele se deixar fotografar ao lado da candidata e apoiá-la. Ao registrar o BO, o candidato apresentou aos policiais o valor que lhe foi entregue, e áudios das conversas entre ele e intermediários da ex-prefeita. Num deles o conhecimento da candidata sobre as negociações é confirmado. A versão foi confirmada por uma testemunha que presenciou a entrega do dinheiro. Após perícias as provas deverão ser encaminhadas para o Ministério Público Eleitoral e nova denúncia de abuso de poder econômico deve ser apresentada contra a candidata. Denúncia feita à tarde Belezinha responde no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ação semelhante p

O que não te disseram sobre a "farra dos contracheques"

Enquanto a gritaria tomava conta das redes sociais, me dediquei a estudar a folha de pagamento da Prefeitura de Chapadinha e verifiquei alguns dados que precisam ser esclarecidos. Primeiro, nenhum vigia “recebe” R$ 6 mil. O presente do indicativo é usado para demonstrar ação continuada. E o vigia Marcelo Costa Abreu, segundo este mesmo Portal da Transparência que serve de fonte para pinçar informações pela metade e causar alvoroço, tem um salário de R$ 1.247,50. Nos meses de Setembro e Outubro ele recebeu gratificações para compensar outros serviços que ele teria prestado à administração municipal, segundo relato dele mesmo em áudio que circula nos grupos de WhatsApp. A tese de "rachadinha" cai por terra A realização destes trabalhos deve ser atestada, mas essa checagem desmonta a tese segunda qual ele receberia um grande salário para dividir com um ex-prefeito e um vereador. Outro dado que tem aparecido de maneira muito distorcida é a lotação de todos os

EM PRIMEIRA MÃO: EX-PREFEITA PERDE O MANDATO DE DEPUTADA

Durou pouco a passagem da ex-prefeita Ducilene Belezinha (PL) na Assembleia Legislativa do Maranhão. Ela havia sido empossada no cargo de deputada estadual no mês passado devendo favor ao deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) que determinou que a esposa, Detinha (PL), saísse de licença. Ocorre que Belezinha foi apenas a quinta suplente da coligação, e sua a posse dependeu do falecimento de um deputado e a nomeação de três parlamentares no secretariado do governador Flávio Dino, mas um deles voltou ontem (6) para o legislativo, aliás, uma secretária: Ana do Gás (PCdoB). Parlamentar com votação expressiva em Chapadinha na eleição de 2014, quando teve o apoio do hoje prefeito Magno Bacelar, a comunista ocupava a Secretaria de Estado da Mulher, mas decidiu reassumir o mandato de deputada levando a ex-prefeita de volta à condição de suplente. Festejado com carreata organizada por seus apoiadores com pouquíssima participação popular, o mandato de Belezinha na Assembleia durou 13 dia