Pular para o conteúdo principal

Este blogue não busca ofender ninguém

Recebi ontem a noite um telefonema de um político da oposição municipal queixando-se da forma como me referi ao líder maior do grupo, o ex-prefeito Isaías Fortes Menezes, no texto "'Quem é o PT?', indaga Isaías"

Sou de uma época em que chamavam os grupos dominantes da política municipal de "pebas" e "cambirimbas", ambos, creio, de forma pejorativa, mas aceitos pelos dois lados.

Assim, chamei o ex-prefeito Isaías Menezes de "líder dos pebas" da mesma forma que chamaria o ex-prefeito Magno Bacelar de "líder dos cambirimbas", mas meu texto foi entendido, equivocadamente, como provocação.

Deixarei de me referir aos grupos políticos por apelidos para evitar novos mal entendidos. Não vim para o Maranhão procurar picuinha com ninguém, especialmente na minha cidade. Não faço política, nem jornalismo com ofensas.

Destaco ainda a forma polida com que a queixa foi feita na intenção de buscar evitar maiores atritos desnecessários.

Espero ter esclarecido o fato e deixo este espaço aberto a todos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PACIENTES E PROFISSIONAIS DA SAÚDE RELATAM COLAPSO NA UPA DE CHAPADINHA

Os últimos dias têm sido de exaustão para quem está trabalhando na linha de frente do combate à Covid em Chapadinha. Profissionais da UPA relatam que a unidade entrou em colapso, os leitos estão lotados, pacientes aguardando nos corredores e os funcionários se sentindo impotentes diante o quadro. “Imagina o que é você se doar, prestar um serviço, ver gente morrendo todo dia e as pessoas continuarem suas vidas aglomerando”, desabafou um deles em rede social. Com quadro reduzido de funcionários, os servidores buscam fazer o que é possível, mas as dificuldades estão aumentando num grau insuportável. Enquanto isso pipocam nas redes sociais fotos e vídeos de pacientes e acompanhantes denunciando os problemas que estão enfrentando, principalmente com falta de médicos para atender a demanda crescente. A escala publicada pela Prefeitura mostra o quanto tem sido exigido dos profissionais. Apenas um médico por dia, sendo ora Dr. Kingsley Ifly, que na mesma data atende no HAPA , ora o Dr. Felipe

Belezinha pede bloqueio de R$ 7 milhões do município. Veja a decisão da juíza.

A prefeita eleita Ducilene Belezinha solicitou à Justiça o bloqueio de R$ 7.189.181,45 (sete milhões, cento e oitenta e nove mil, cento e oitenta e um reais e quarenta e cinco centavos) dos cofres do município. O valor é a média da despesa mensal com pessoal ativo do Município de Chapadinha segundo o Relatório de Gestão Fiscal mais recente. O pedido se baseia no receio que servidores tem apresentado sobre o recebimento dos salários de dezembro e ainda o não pagamento de 1. Comissionados e contratados da Educação em Novembro, 2. Os 50% do décimo terceiro dos efetivos da Educação e 3. O décimo terceiro integral dos efetivos da Saúde, dos aposentados e dos pensionistas. A juíza Welinne de Souza Coelho negou o pedido lembrando que o artigo 160 da Constituição Federal veda tal retenção e que o Tribunal de Justiça do Maranhão tem entendimento pacificado pela impossibilidade de bloqueio de verbas públicas, salvo circunstâncias excepcionais. Na decisão a juíza citou relatório do desemba

DE CORPO PRESENTE: FLÁVIO DINO REBATE BELEZINHA SOBRE INVESTIMENTO EM SAÚDE E AINDA QUER ASSUMIR A UPA

Durante cerimônia de inauguração de asfalto aplicado no município com emendas da deputada Dra. Thaiza, o governador Flávio Dino respondeu os ataques que a prefeita Belezinha fez contra ele no início da semana. A gestora havia afirmado em pronunciamento oficial que ainda não teve ajuda do governo do estado para cuidar da Saúde em Chapadinha nos seus primeiros meses de administração. Relembre: No seu discurso, a deputada Thaiza já havia criticado a gestão municipal por Chapadinha ter tido o maior número de óbitos por Covid no estado, mas Belezinha tentou evitar polêmica. Tigrona na internet, ela virou tchuchuca na frente do governador falando até em parcerias do estado com o município através do vice-governador Carlos Brandão. Veja: Flávio Dino estranhou a diferença de comportamento do mundo virtual para o mundo real. “Há pessoas que se transformam na internet. Elas na nossa frente são pessoas de bom senso, mas quando chegam na internet se transformam e se danam a mentir”: Mais a