Pular para o conteúdo principal

Palmeiras, Serra e o conto da CBF

"A Fifa pode dizer o que quiser em relação aos campeões mundiais de clubes. O mundo sabe bem quem são eles

O MILAN é tetracampeão mundial de clubes depois de derrotar, com sobras, o Boca Juniors, vítima de um rigor exagerado da Fifa que não permitiu a participação de Riquelme em seu torneio, mesmo que ele tenha disputado a Libertadores pela equipe portenha. Indiscutíveis 4 a 2.


Mas o Milan é tetracampeão só para nós, amantes do futebol. Porque pela Fifa não é não. Para a entidade, o Milan é o primeiro clube europeu a ser campeão mundial, depois que três clubes brasileiros o foram de 2000 para cá.


Decisão do Comitê Executivo da Fifa, registre-se, algo bem mais sério do que a produção dos jornalistas que fazem sua página na internet, com mais erros do que os deste colunista -que, ao menos, não trabalha para nenhum órgão "oficial".


Por mais que os europeus sempre tenham tratado a Copa Intercontinental como tal, o fato é que a América do Sul sempre a tratou como equivalente ao título mundial.


E por quê?


Porque era. E é.

América do Sul que ganhou 25 dos 47 títulos interclubes disputados com os europeus e nove, a metade, das Copas do Mundo de seleções e que, portanto, deve ser levada em conta por quem cuida da cultura do futebol mundial.


Ou alguém vai nos convencer de que o Santos de Pelé, o Flamengo de Zico, o Grêmio de Renato Gaúcho e o São Paulo de Telê não foram campeões mundiais?


Bobagem. E das grossas.


A decisão tem, porém, o efeito de ser mais uma demonstração de como é pouco sério o presidente da CBF, que informou, com pompa e circunstância, em palácio, ao governador de São Paulo, que o Palmeiras seria reconhecido como campeão mundial por ter vencido a Copa Rio em 1951.


Serra, serra, serrador, serra o papo do governador, brincou Ricardo Teixeira com o palestrino militante que ora ocupa o posto mais alto do Estado mais importante do país.

E José Serra acreditou, apesar de não poder ser ingênuo alguém que já foi presidente da UNE, deputado federal, senador, secretário de Estado, ministro, candidato à Presidência da República etc. Acreditou tanto que serrou (sem trocadilhos, hein) fileiras com outros 11 governadores no convescote homologatório, em Zurique, que anunciou o Brasil como sede da Copa de 2014.

E até aceitou convite para entregar a Rogério Ceni o troféu de craque do ano na festa da CBF, no Rio, embora, no último instante, tenha preferido ir a Belo Horizonte se encontrar com Aécio Neves.

Trocou seis por meia dúzia, é verdade, mas ficou em seu mundo, com falsidades de outro tipo.
Será que Serra pedirá desculpas aos seus camaradas palmeirenses?

Ou, mais importante, será que Serra se convencerá de que São Paulo não tem por que se curvar diante da CBF, mas, ao contrário, só exigir a parte que lhe cabe na Copa de 2014, sem rapapés diante de gente tão despreocupada com a seriedade?

Porque não só seus eleitores ficarão ao seu lado caso haja alguma retaliação como, também, é óbvio que, se Teixeira puder escolher entre ele e Aécio Neves, entre São Paulo e Minas, a escolha já está feita.

E o Palmeiras perderá de novo."


Juca Kfouri

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DE NOVO: BELEZINHA TENTA COMPRAR CANDIDATO A VEREADOR E É DENUNCIADA À POLÍCIA

Dinheiro entregue à Polícia Festejada nas redes sociais pela ex-prefeita Belezinha e seus partidários, a adesão do candidato a vereador Lucídio se revelou mais um escândalo que abuso de poder econômico. Anúncio de adesão pela manhã Horas depois do anúncio, Lucídio registrou Boletim de Ocorrência acusando a coligação adversária de lhe ter entregado R$ 5 mil para ele se deixar fotografar ao lado da candidata e apoiá-la. Ao registrar o BO, o candidato apresentou aos policiais o valor que lhe foi entregue, e áudios das conversas entre ele e intermediários da ex-prefeita. Num deles o conhecimento da candidata sobre as negociações é confirmado. A versão foi confirmada por uma testemunha que presenciou a entrega do dinheiro. Após perícias as provas deverão ser encaminhadas para o Ministério Público Eleitoral e nova denúncia de abuso de poder econômico deve ser apresentada contra a candidata. Denúncia feita à tarde Belezinha responde no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ação semelhante p

PACIENTES E PROFISSIONAIS DA SAÚDE RELATAM COLAPSO NA UPA DE CHAPADINHA

Os últimos dias têm sido de exaustão para quem está trabalhando na linha de frente do combate à Covid em Chapadinha. Profissionais da UPA relatam que a unidade entrou em colapso, os leitos estão lotados, pacientes aguardando nos corredores e os funcionários se sentindo impotentes diante o quadro. “Imagina o que é você se doar, prestar um serviço, ver gente morrendo todo dia e as pessoas continuarem suas vidas aglomerando”, desabafou um deles em rede social. Com quadro reduzido de funcionários, os servidores buscam fazer o que é possível, mas as dificuldades estão aumentando num grau insuportável. Enquanto isso pipocam nas redes sociais fotos e vídeos de pacientes e acompanhantes denunciando os problemas que estão enfrentando, principalmente com falta de médicos para atender a demanda crescente. A escala publicada pela Prefeitura mostra o quanto tem sido exigido dos profissionais. Apenas um médico por dia, sendo ora Dr. Kingsley Ifly, que na mesma data atende no HAPA , ora o Dr. Felipe

EXPOSTA A MÁQUINA DE COMPRA DE APOIOS DE BELEZINHA

Quem dizia que já estava com a eleição decidida abriu a carteira para tentar vencer na força do dinheiro.  O Blog do Alexandre Pinheiro publicou uma séria de mensagens e áudios envolvendo personagens da campanha da ex-prefeita Belezinha que explicam as últimas declarações de apoio à candidata. Leia aqui a matéria. Só sorrisos Denunciada à Polícia por ter tentado comprar o apoio do candidato a vereador Lucídio Santos por R$ 5 mil, Belezinha tem alegado ter sido alvo de uma armação, mas os diálogos expostos agora comprovam que a iniciativa de negociar com ele partiu de um dos seus partidários presente na foto que anunciava a adesão de Lucídio. (Áudios no final deste texto) Nos áudios o candidato chega a descartar a possibilidade de acordo (vídeo 1), mas o articulador Aluízio Santos insiste em conversar pessoalmente e noutro momento Lucídio aparece agradecendo a Shicleiton Sousa (vídeo 2) pelos R$ 5 mil posteriormente entregues à Polícia. Sem imagens e com áudio de pouca qualidade,